Minha lista de blogs

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

MANIFESTO DA DIREITA CRISTÃ SERRANA INSPIRADA NO EXEMPLO DO MANATO


A definição de Direita Cristã abaixo está no Wikipédia no endereço https://pt.wikipedia.org/wiki/Direita_crist%C3%A3
“Direita cristã, direita religiosa, ou ainda bloco evangélico referem-se a organizações, movimentos políticos e sociais cristãs alinhados com a direita política, caracterizados pelo seu forte apoio a valores sociais e políticos conservadores para aplicar a sua compreensão dos ensinamentos do cristianismo para a política e políticas públicas. São expressões utilizadas sobretudo nos Estados Unidos. A direita cristã abrange indivíduos de uma ampla variedade de crenças teológicas conservadoras, incluindo alguns movimentos tradicionais do pentecostalismo, do fundamentalismo cristão, do mormonismo, do catolicismo romano e alguns ramos teologicamente conservadores do luteranismo”.
O movimento tem suas raízes na política americana que remontam a década de 1940 e foi especialmente influente desde os anos 1970. Sua influência empates (manifestações de ativismo político), em parte, de ativismo de base, bem como o seu foco em questões sociais e sua capacidade de motivar o eleitorado em torno dessas questões.
Após a saída do Bolsonaro do PSL, o partido ao nível de Brasília, está se reposicionando ideologicamente, não obedece mais ao comando da extremidade para dar espaço ao social, as questões urgentes, porém invisíveis ao liberalismo econômico ao extremo na cartilha do Paulo Guedes. Para entender um pouco do movimento liberal e neoliberal no Brasil precisamos voltar ao tempo histórico quando o país desenvolveu a indústria de base pela via estatal. A burguesia nacional não estava capitalizada ao ponto de investir em siderúrgica, extração de minério e produção de eletricidade. O período militar foi muito importante com essa visão desenvolvimentista e nacionalista: “Brasil ame-o ou caia fora”.
Um pouco da história do milagre econômico que capitalizou o Estado Brasileiro. Durante o período militar o ministro Delfin Neto, que foi um dos mais próximos conselheiros econômicos de Lula e Dilma Rousseff, assim como aconselhou quase todos os presidentes do período militar. Porém veio a se corromper na impunidade dos governos Lula e Dilma. Tanto é verdade que ele caiu na Lava Jato após participar de um esquema milionário de propinas com Palocci e Lula. Só a parte dele foi de 15 milhões de reais, nesse esquema entraram o PT e PMDB, comparsas na divisão das propinas.
Um dos slogans de sua política econômica dizia que, primeiro, era preciso fazer o bolo crescer para depois dividi-lo. O bolo cresceu. Por sete anos, o crescimento do Produto Interno Bruto do Brasil esteve entre os maiores do mundo - uma média de 10% ao ano. Entre 1968 e 1973, o crescimento variou entre 9% e 11,4%. Os principais beneficiados foram os setores industriais da economia. A burguesia nacional se capitalizou e agora associada ao capital internacional desejavam comprar as empresas estatais. Principalmente as siderúrgicas e exploração mineral, além da telefonia, transporte ferroviário, petróleo, produção e distribuição de eletricidade, etc. O Estado Brasileiro tinha uma infinidade de empresas.
Com as privatizações de Collor de Melo e Fernando Henrique Cardoso, os cofres ficaram cheios e o PSDB começou a dividir o bolo com políticas sociais, que transferiam renda de fato aos pobres. Essas políticas de assistência social ao exemplo do Bolsa Família, se ampliaram no governo Lula, mas infelizmente a corrupção liderada pelo PT e demais agremiações dessa Organização Criminosa comeram o resto do bolo e a Classe Trabalhadora ficou chupando dedo. O dinheiro do fomento empresarial que estava no BNDES foi engordar as contas dos países comunistas, ao exemplo de Angola, onde se queima vivos ou fuzila famílias cristãs inteiras incluindo as crianças. O comunismo é intolerante em relação ao Cristianismo. O princípio religioso de Karl Marx era satanista, tem vídeos de Dilma dizendo que fará parceria até com o diabo e Lula dizendo que é o próprio demônio, sem contar os vídeos onde ele zomba dos cristãos. Segundo Karl Marx: “"Os vapores infernais elevam-se e enchem o cérebro, até que eu enlouqueça e meu coração seja totalmente mudado Vê esta espada? O príncipe das trevas, Vendeu-a para mim.". Nós da sociologia estudamos Marx em profundidade. Marx escreve: "A extinção da religião, como a felicidade ilusória do homem, é uma exigência para sua felicidade real. O chamado para que ele abandone as ilusões a respeito da sua condição é um chamado para abandonar uma condição que requer ilusões. A crítica à religião é, portanto, a crítica a este vale de lágrimas do qual a religião é a auréola." (Introdução a Crítica à Filosofia da Lei, de Hegel).
Se a gente pegar o neomarxista Antônio Gramsci a coisa fica muito clara. Não se tratava apenas da apropriação dos modos de produção burguesa pelos proletariados. A economia planificada se revelou, já naquela época uma impossibilidade. A ditadura do proletariado pela via revolucionária, uma insanidade nos estados nacionais armados para qualquer tipo de guerra interna ou externa. O único território em que se poderia dominar é a mente humana, o capital simbólico, pela decomposição da estrutura cultural da burguesia inculcada na classe trabalhadora. Uma cadeia de valores estruturados de forma quase irrefutável conservando a vida social nos moldes burgueses. A família tradicional vira motivo de deboche, precisavam descontruir a principal célula estruturante da sociedade. Precisavam liberar as drogas e promover a perversão e alienação da juventude, por natureza revolucionária voltada à inovação e mudança social. Destruir a religião cristã entre outras crenças, implantando no imaginário social a fé no comunismo como o único caminho de salvação da humanidade explorada pelo capital. Desqualificar o papel de mãe e dona de casa em função da liberdade sexual feminina, inclusive incentivando as moças a perderem a virgindade precocemente. Eu mesmo conheço um sociólogo do PT que desvirginou uma dúzia de meninas de 15 e 16 anos na região de Carapina e André Carloni. Quando eu o repreendi, no final da década de 1980, num evento do PT em Carapina, por achar isso uma aberração, quase apanhei. Sua ação violenta foi contida com um soco na cara, dado pela jornalista Conceição Nascimento que era do PT e conhecia as moças e suas histórias tristes. Ele convencia as meninas que era ridículo ser virgem e se propunha a fazer esse favor na sua infinita bondade.
A ideologia de gênero de hoje é a mesma coisa, tem a mesma finalidade, promover o homossexualismo ainda na infância, condenar o casamento heterossexual, em apologia ao casamento gay sem discriminação social. Meu filho mais velho foi doutrinado na ideologia de gênero desde a creche comandada pelo PT na UFES e de fato virou homossexual. A ideologia de gênero é levada a sério pela esquerda, tanto é verdade que o Governo Casagrande mobilizou seus deputados para aprovar esse tipo de educação nas escolas do Espírito Santo. Enquanto Carlos Manato propõe a Escola Cívico Militar impondo disciplina que está faltando nas escolas essa gente está preocupada em mudar a orientação sexual dos nossos filhos. Sem contar a indisciplina nas escolas apontada pelo Manato. Eu fui professor e quase apanhei de aluno que queria fumar maconha na escola e ficar fazendo baderna. No final da década de 1990 um petista que era diretor de uma Escola pública em Feu Rosa promoveu uma festa regada a cocaína. Eu estava lá em companhia de uma professora que ficou horrorizada ao ver seus alunos adolescentes, o pessoal do tráfico e o diretor dividindo a cocaína num prato. Nas periferias da Grande Vitória o Funk rola solto nas salas de aula, completamente fora do controle social. Quando nós da Direita Cristã propomos uma escola conservadora é por querer uma sociedade melhor e mais feliz, sem drogas e violência. O que a juventude precisa e se preparar para assumir os nossos papeis no futuro. O xadrez social precisa repor as peças que morrem com a velhice, os médicos, professores, advogados, engenheiros foram adolescente e passarão pela vida deixando seus postos de trabalho. Precisamos formar cidadãos para assumir esses postos importantes na sociedade. Que tipo de médico você quer operando seu coração, um Carlos Manato, que nunca usou nenhum tipo de entorpecentes nem bebida alcoólica ou um doidão que fez medicina na base da cocaína?
Ser conservador de direita com a visão voltada para o social é o princípio máximo do social liberalismo. Vamos seguir o exemplo do Manato, que ajuda a promover no Sebrae-ES o empreendedorismo e o nascimento de novas empresas. A juventude não precisa de esmola ou mesada dos pais para comprar drogas, precisa estudar e trabalhar para custear seus estudos, comprar suas coisas de marca, carro, casa, etc. Manato morava no Romão, embora seu pai fosse médico não era rico, conseguiu fazer medicina, foi experto e se casou com uma médica. Sempre seguro com seu dinheiro, não gastava com cigarros e bebidas investiu, empreendeu e hoje não precisa de dinheiro público para fazer campanha política. Sabemos que esse dinheiro público está saindo da educação, saúde e segurança.
O que a esquerda propõe não é a virtude do trabalho, é a apropriação das coisas dos ricos para dar os pobres. Não viu o Lula dizendo que os jovens precisam roubar celular sem ser incomodados pela polícia? Você concorda com isso? Eu levei um ano para comprar um celular top, em dois minutos dois adolescentes apontaram uma arma para mim e levaram esse celular em Novo Porto Canoa. Eu levei mais três anos para comprar outro celular top da Motorola, mas só saio de casa com meu velho Samsung, que está com a bateria fraca. Meu filho o Henrique saia com dois celulares, um top na cueca e um fuleiro no bolso, quando o bandido vinha armado ele dava o fuleiro, às vezes até estragado. Ele não mora mais no Brasil, me disse que lá nos EUA você pode andar nas ruas com o celular que ninguém vai assaltar. Esse fenômeno não acontecia há uns tempos atrás, até a Rita Camata ser a relatora dessa insanidade jurídica que descriminalizou as ações barbaras dos adolescentes. Como Bolsonaro disse tinha que reduzir a maior idade pena 14 anos. Tenho certeza que um adolescente nessa idade sabe muito bem o que está fazendo. Temos que conter a criminalidade! Temos que aprovar a Lei da Prisão em Segunda Instância!
Ser conservador é não permitir a corrupção, esse Rachid com dinheiro público entre os políticos. Ser conservador é entender que homem não nasce mulher, existe uma determinação biológica. Como um professor vai chegar para uma criança e dizer “você não é masculino e nem feminino” vai escolher quando tiver 12 anos? Isso é um absurdo! Ser conservador é entender que os valores cristãos são fundamentais. Enfim ser conservador é entender que o comunismo é uma mentira descarada, de quem quer te iludir com falsas promessas de igualdade e fraternidade que eles não acreditam. Quando chegam no poder praticam o Rachid entre eles e o patrimonialismo confundindo o que é público com o que é privado. Um exemplo é o PT que atolou o Brasil nessa crise ao surrupiar os cofres públicos e comer sozinho o bolo que esperamos meio século para crescer.  

sábado, 7 de dezembro de 2019

MOMENTO DE UNIÃO DA DIREITA CONTRA A CORRUPÇÃO


Ontem participei de um evento do Movimento Conservador, nós da Direita Cristã somos muito dialéticos no que se deve ou não conservar. Até no cristianismo encontramos narrativas distorcidas daquilo que Jesus Cristo pregava. Em contra partida, muitas coisas sobre higiene social, que aparece no Velho Testamento foram ignoradas inclusive por Jesus. Numa passagem em Mateus 15 os Fariseus ficaram horrorizados quando viram os discípulos de Jesus comendo com a mão esquerda sem lavar. Na época de Moisés, andando com o povo hebreu pelo deserto, não havia papel higiênico e a mão esquerda era usada para limpar o ânus. Depois se esfregava a mão na areia quente do deserto para eliminar parte dos resíduos, até encontrar água e se lavar. Portanto a mão esquerda era a mão impura de onde vem essa norma de higiene social. Os Fariseus que foram falar com Jesus horrorizados por essa agressão à tradição das Escrituras se surpreenderam com a represaria divina. A resposta de Cristo foi: “Não é o que entra pela boca o que torna uma pessoa impura, mas o que sai da boca, isto sim, corrompe a pessoa”.  Então, aproximando-se dele os discípulos, avisaram: “Sabes que os fariseus se ofenderam quando ouviram essas tuas palavras?” … Em muitos países do Oriente Médio até hoje é considerado uma ofensa cumprimentar as pessoas com a mão esquerda. A mão direita é usada no mundo todo para se cumprimentar os outros, talvez venha dessa origem desse “inconsciente coletivo”, como dizia Carl Gustav Jung.

No nosso meio cristão encontramos narrativas de uma exegese machista, que faz uma interpretação bíblica em função de sua falta de leitura e domínio conceitual dos termos bíblicos. Então os conservadores precisam usar de bom senso de qual valores precisamos conservar. Existem muitas pessoas que morrem, uma vez, que sua família se recusou a permitir uma transfusão de sangue. Tem vários exemplos envolvendo homofobia, machismo e até racismo, que não cabe comentar. Por outro lado, alguns liberais extrapolam o liberalismo econômico que nós cristãos defendemos e pregam a libertinagem, a liberdade da pessoa ser ou fazer o que desejar passando por cima dos valores cristãos. Nesse ideal de liberdade plena, até a ideologia de gênero liberando a escolha na identificação de gênero já na infância, quando a criança ainda nem está pensando nisso. Esses seriam os liberais de esquerda, desde que o Estado não se intrometa no livre mercado e garanta a segurança, a sociedade pode fazer o que quiser até mesmo consumir drogas ou fazer sexo com animais.


Eu estava muito atento aos discursos, pois a direita ainda é como uma criança que começou a dar os primeiros passos e pensa que já pode sair correndo. Muitas vezes não tem ideia da coisa, na sua complexidade e começa a falar das pessoas que lideram o processo. Carlos Manato mesmo foi vítima disso, quando Batman e Robin disseram que ele havia sido eleito deputado por quatro vezes em partidos de esquerda e, portanto, estava desqualificado para ser o representante máximo da Direita Capixaba. Ora se o próprio Olavo de Carvalho, o guru do Bolsonaro e de toda a Direita brasileira confessa seu passado esquerdista revolucionário, por que nós que fomos do PDT ou do Solidariedade seriamos privados de nos endireitar? Depois de uma colocação minha dando conta de que os medíocres falavam de pessoas e os intelectuais de ideias o Agente Federal Gilvan se endireitou e começou a se preparar ao debate. Inclusive a sua palestra sobre a impunidade foi excelente, como pode ser conferida no canal Folha Serra. Com o link aqui nesse artigo.

Não dá para ser de direita sem ler, investir em bons livros e formação universitária, a menos que a pessoa deseja apenas se projetar na política ou se eleger a um cargo público. Mesmo assim tem que se organizar e se movimentar. Me surpreendeu a capacidade de previsão de Olavo de Carvalho, quando eu ouvi o fundador do Movimento Conservador Brasileiro, Edson Salomão, dizendo que está num embate para ser prefeito de São Paulo, mas seus adversários estão tentando desqualificar sua pessoa por ter somente ensino médio. Não tem problema algum em ter apenas ensino médio, segundo o IBGE mais de 90% da população brasileira tem somente ensino médio. O problema está na qualidade e capacidade conceitual para o debate. Veja abaixo duas palestras de quem entende a ideologia de gênero no plano científico.






A guerra simbólica pelo poder é muito forte. Na eleição passada nós tínhamos o melhor candidato, mas a esquerda possuía uma narrativa consolidada e uma estratégia suja envolvendo até rede de boatos. Embora tivéssemos uma bomba que era o suposto envolvimento do Casagrande com a rede de corrupção delatada na Lava Jato. Nosso líder por uma questão ética, apesar de ter testado a narrativa que seria vitoriosa de forma científica, preferiu uma derrota honrosa sem baixar o nível do debate. Criar um movimento e colocar pessoas nas ruas é simples, basta entender os anseios, desejos coletivos, frustrações, demandas sociais e os polos de referência da moral positiva e negativa. Bolsonaro é bom porque é honesto, Lula é péssimo porque é ladrão. Certamente criaria as torcidas do pró e do contra que alimentariam aquilo que o sociólogo Durkheim chamava da “euforia coletiva” onde um indivíduo se fortalece no outro e quebra as amarras da coerção social fazendo coisas impossíveis até queimando ônibus ou destruindo prédios e patrimônios públicos. Eu presenciei isso muitas vezes até tenho arquivos em vídeo de uma manifestação contra o Judiciário Capixaba, que gerou um prejuízo milionário com a reforma do Palácio da Justiça. Outro exemplo é o que está acontecendo no Chile, onde a destruição do patrimônio público e privado e o embate com a polícia saiu do controle. As igrejas católicas estão sendo queimadas e destruídas, além de ônibus, metrô, carros, lojas, etc. Na história encontramos isso na Revolução Francesa. 



A Tomada da Bastilha, também conhecida como Queda da Bastilha, foi um evento central da Revolução Francesa, ocorrido em 14 de julho de 1789. Embora a Bastilhafortaleza medieval utilizada como prisão, contivesse apenas sete prisioneiros na época, sua queda é tida como um dos símbolos daquela revolução, e tornou-se um ícone da República Francesa. Nessa fortaleza, além de prisioneiros, era um depósito de pólvora e armas. O evento provocou uma onda de reações em toda a França, assim como no resto da Europa, que se estendeu até a distante Rússia Imperial.
Não dá para debater com a esquerda sem ler e compreender suas teses fundamentais. Não será um garoto de nível médio que irá conduzir esse processo de desconstrução ideológica, sem uma massa de intelectuais por trás dele. Mas você dirá: o PT chegou ao poder liderado por um bandido que não tinha se quer ensino médio. Como aconteceu com o analfabeto Lula havia uma quadrilha de intelectuais, mal-intencionados, mas bem informados. Num debate com Bolsonaro, que não ocorreu devido à facada, Fernando Haddad teria descontruído o Mito. O Fernando é bandido, corrupto, mas leu as teses da esquerda e da direita. Bolsonaro não teve tempo para se aprofundar nesses conhecimentos sabe alguma coisa de Olavo de Carvalho, mas fala a linguagem do povo ao exemplo do que fazia Lula. Com um agravante fala palavrões até no exercício da presidência. Lula nesse sentido foi se corrigindo, hoje esse bandido parece até uma pessoa culta. Se alguém conseguir tirar a porra na boca do Bolsonaro vai fazer um favor ao Brasil. Em cada dez palavras que o presidente fala cinco é “porra”. Uma questão fálica para ser estudada por psicanalistas freudianos. Mas felizmente montou um ministério fantástico e os números da nossa economia são bastante favoráveis. Se o líder de direita não tem uma formação adequada, tenta fazer um curso superior, começa a montar grupo de estudo avançado, caso contrário não vamos conseguir sustentar um poder conservador de Direita no Brasil. A esquerda ficou um século se preparando para colocar nos corações e mentes uma cadeia simbólica de conceitos que hoje forma o imaginário social de uma fatia enorme da população brasileira.
Sou um pesquisador seguidor da Escola de Chicago vou às ruas há 30 anos estudando a população capixaba. Sofri uma carga enorme dos “ótimos” ensinamentos da esquerda. O que é ruim na esquerda é a doutrina marxista alienante, e não seus intelectuais. Eles dividem entre si a doce essência do conhecimento e distribui às suas massas de manobra o entulho dos seus interesses individuais e mesquinhos. Se aproveitam da memória curta da população e constroem uma narrativa mentirosa da história, em que todos acreditam. As pessoas simples amam o Lula apesar de saber que ele roubou é corrupto e satanista. Elas entendem que no tempo dos governos do PT tiveram mais acesso aos bens de consumo, moradia e alimentação. Não entendem que havia estabilidade econômica num momento ótimo do ponto de vista da produção e consumo no Brasil e no mundo. Lula ainda se aproveitou disso alargando o crédito para além dos limites lógicos e razoáveis. Qualquer um podia comprar carros, casas e moveis em suáveis prestações. O resultado disso foi o endividamento coletivo. O consumo desenfreado só pode ser contido no esgotamento do crédito, foi o que aconteceu, somado à exportação dos capitais de investimentos do BNDES e a corrupção generalizada em todas as instâncias do governo incluindo as estatais. A classe trabalhadora foi parar no SPC e ainda foi condenada a pagar com os recursos do FAT (Fundo de Ampara ao Trabalhador) a farra da corrupção petista.
Se o nosso formador de opinião conservadora de direita não souber disso, ao ponto de poder explicar brevemente às pessoas, como vamos desconstruir a imagem de “pai dos pobres” do Lula? Isso já aconteceu na história, Getúlio Vargas não era santo, mas ninguém conseguiu desconstruir sua imagem de “pai dos pobres”, ate hoje. Carlos Lacerda até que tentou com seu jornal Tribuna da Imprensa, mas antes de ser desmascarado Vargas usou do vitimismo e se suicidou.
O Social Liberalismo Capixaba liderado por Carlos Manato está no rumo certo da história, primeiro por ter apoiado Bolsonaro, mas principalmente pela sensibilidade de um casal de médicos que não suportam a corrupção sistêmica que domina o Espírito Santo. No Congresso a deputada Soraya Manato lutou pela prisão em segunda instância. Eles sabem que aqueles idosos com pressão alta ou diabete não encontram medicamentos nas unidades de saúde devido à falta de sensibilidade do Governo do Estado na Central de Distribuição desses medicamentos. Sabem também que a concentração dos exames clínicos no Governo do Estado burocratizou a tal ponto que um simples exame de sangue pode levar meses para ser realizado. Tem vários exames que levam até três anos, isso é condenação à morte por falta de assistência médica. Inclusive fiquei sabendo que a Dr. Soraya Manato estava muito triste, pois consegue verbas para equipamento de mamografia e tem prefeito do interior desviando para outras “finalidades”. As mulheres precisam fazer exames periódicos, o câncer de mama está aumentando por falta de responsabilidade administrativa dos nossos governantes, que nada entendem de saúde.
A crise gerada nos governos do PT fez aumentar o lumpemproletariado no Estado, aumentou as taxas de pessoas vivendo nas ruas sem os recursos mínimos para sobreviverem. Pessoas que invadem os ônibus pedindo esmola ou vendendo balas e doces. O termo Lumpemproletariado se refere à parte degradada e desprezível do proletariado, vem de lump do alemã (pessoa desprezível). Uma espécie de subproletariado, no vocabulário marxista, a população situada socialmente abaixo do proletariado, do ponto de vista das condições de vida e de trabalho, formada por frações miseráveis, não organizadas do proletariado, não apenas destituídas de recursos econômicos, mas também desprovidas de consciência política e de classe, sendo, portanto, suscetíveis de servir aos interesses da burguesia. Só se for de parte da classe política, que precisa comprar votos para se perpetuar no poder.
Manato é um conservador, que defende os princípios da moral cristã, mas também defende a livre iniciativa como progenitora do desenvolvimento social com geração de empregos e renda. A minimização do Estado na iniciativa privada, para se dedicar com mais ênfase à educação, saúde e segurança pública. Ser empresário não é o papel do Estado, no mercado tem os empreendedores. Esses que o Manato está incentivando através do Sebrae. A privatização é mais que uma necessidade é a simplificação do Aparelho Estatal.
A ação parlamentar da família Manato é percebida no Estado todo banhado com as verbas de emendas individuais ao Orçamento da União somadas às verbas extras que a influência política no Governo Bolsonaro está promovendo. Em 2022 vamos fazer diferente, nós já sabemos quais as narrativas mentirosas que possibilitaram a eleição do Casagrande. A população nos conta seja pelas redes sociais, pesquisas ou pessoalmente. Nossos inimigos políticos não estão entre os dissidentes da direita. O próprio Presidente Jair Bolsonaro sofre esses ataques do “fogo amigo”, faz parte do jogo político a crítica e a autocrítica. A guerra que nos espera no Espírito Santo é contra uma facção política corrupta, que se reversa no poder desde a década de 1980, disputando consigo mesma, sem uma oposição real. Os partidos que estiveram no poder PMDB, PSDB, PT, PSB, entre outros, são os mesmos que dividiram o grande bolo da massa de propina desmantelada pela Operação Lava Jato. Quem está organizado a entrada do Luciano Huck na política aqui no Estado é o Paulo Hartung, precisa dizer mais alguma coisa?
Chegou o momento da união entre Conservadores e Sociais Liberais para tomar o poder da esquerda corrupta. Aqui na Serra Casagrande já jogou Bruno Lamas (PSB) no escanteio e fechou parceria com o corrupto Sérgio Vidigal (PDT). Os nossos adversários já mostraram os dentes, vamos continuar uma briga fútil entre nós ou vamos encarar os verdadeiros inimigos?


segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

PRIMEIRO CONGRESSO CONSERVADOR CAPIXABA COM MANATO O PRÓXIMO GOVERNADOR


A direita capixaba está se preparando para as eleições municipais de 2020, com encontros, seminários e palestras incentivados pelo Presidente do PSL Capixaba Carlos Manato. Através do Movimento Brasil em Ação se realizou no sábado dia 30 de novembro, o 1° Congresso Conservador do Espírito Santo, com a participação do futuro governador Manato, juntamente com sua esposa a Deputada Federal Dra. Soraya Manato (PSL), além do Professor Wellington Callegari e da Presidente do PSL Mulher Taís Venâncio, entre outros. O evento aconteceu no auditório do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas do Espírito Santo (Sindifer-ES) em Vitória. Os temas principais discutidos foram a configuração dos cenários para 2020 e 2022, os desafios que o governo Jair Messias Bolsonaro está enfrentando e as oportunidades e expectativas sobre as eleições de 2020.
Uma das palestras mais polêmicas foi proferida pelo marido da pré-candidata a vereadora de Vitória, Taís Venâncio, Marcelo Masruha que é professor de Neurologia Infantil.
Aproveitei um texto da Inteligentíssima Regina Dalla Bernardina, que traduziu um sentimento conservador de muita relevância, que não está na moda nessa avalanche moral que despencou sobre nós nos últimos 20 anos. O Petismo que financia com dinheiro público eventos LGBT para difamar o Deus dos cristãos, nosso Senhor Jesus Cristo a quem eles chamam nesses eventos públicos como “bicha e travesti”. Segundo Bernardina:
“Próstata e útero são as características primárias que definem o sexo de uma pessoa. Quando alguém não se sente confortável com o sexo no qual nasceu e se identifica com o sexo oposto ele é transgênero e deve ser respeitado e apoiado como tal. Por exemplo nasceu com o sexo masculino, mas se identifica como feminino. Ele continua sendo do sexo masculino, mas com a identidade de gênero feminino. É transgênero, se ele resolver fazer redesignação e operar, removendo o pênis e construindo uma vagina, implantando seios, tomando hormônios para ter características secundárias femininas. Passa a ser um transexual, mas isso não define se ele vai optar por ser homo hétero, bissexual ou Assexual. A maioria das crianças se sente confortável com o sexo com o qual nasceu, por isso que a ideologia de gênero não deve ser implantada, podendo causar problemas para estas crianças (a grande maioria).  A ideologia de gênero tem por finalidade a destruição da família. Deixemos, portanto, que cada criança se defina naturalmente, deixando que as famílias criem seus filhos como queiram”. Concluiu
Essa ideologia criada pela ativista LGBT Judith Butler, parte do Estruturalismo de Levi Strauss, Ferdinand Sussure e Althusser na tentativa de reestruturar a concepção hegemônica de família em todos os tempos em todos os países. Reescrever a antropologia cultural e a sociologia, para atender novas estruturas familiares, para além da hétero monogâmica, acasalamento gay, poligamia, incluindo “poli amor”, casamento de humanos com animais, pais com filhos, irmão com irmã, etc. Segundo Butler:
“A passagem de um relato estruturalista no qual o capital é entendido para estruturar as relações sociais de maneira relativamente homóloga para uma visão de hegemonia em que as relações de poder estão sujeitas à repetição, convergência e rearticulação trouxe a questão da temporalidade para o pensamento da estrutura e marcou uma mudança na forma de teoria althusseriana, que toma as totalidades estruturais como objetos teóricos para uma na qual os insights sobre a possibilidade contingente de estrutura inauguram uma concepção renovada de hegemonia como estando ligada aos locais e estratégias contingentes da rearticulação do poder”.
Relembrando o estudo de Jaques Lacan sobre o aparelho psíquico dividido por ele nas três instâncias, imaginário, simbólico e real. O que essa ativista LGBT propõe é uma ressignificação da estrutura familiar, como ela diz “concepção renovada de hegemonia”. O imaginário social ao absorver uma cadeia simbólica cada vez maior e massificante das realidades homoafetivas: parada gay, beijo gay, casamento gay, etc, tenderia no plano real a normatizar essas escandalosas perversidades, como parte da natureza humana, com pleno direito aos locais comuns da vida social, manifestações com a imposição dessa nova concepção de gênero, onde meninos e meninas são construções sociais e não determinação biológica. Pior ainda fazer hegemônica essa concepção pela criminalização das posições tradicionais hétero monogâmicas. O pensamento de esquerda homoafetivo que bebe nas fontes do marxismo e do estruturalismo francês na sua complexidade simbólica é alienante e perigoso à concepção judaico-cristã. Nos apresenta com a mesma coerência e profundidade, que emprestou a Lacan a riqueza de sua releitura psicanalítica de Freud, nos moldes avançados do pensamento francês do século passado. Contra esse aparato ideológico inculcado pela militância de esquiereda estamos lutando.
A carga intelectual dessa ativista lhe empresta uma credibilidade sem precedente em termos filosóficos. Fortalecendo essa ideologia perniciosa e perversa, por sua tentativa de manipulação infanto-juvenil, nos moldes de Antônio Gramsci impondo uma nova hegemonia ficada na desintegração da família tradicional burguesa.  
A guerra cultural não é visando a aceitação sem preconceito dessas novas configurações homoafetivas de família. Se fosse nesse plano estaria dentro das regras do jogo político, mas a verdade é que essa nova proposta se apresenta como um vírus dentro do aparato de Estado, educação, saúde e segurança pública. Já tem caso de pastor que foi preso por tocar num tabu bíblico: “Deus condena o homossexualismo, motivo da destruição de Sodoma e Gomorra”. Então eles usam o aparato estatal para oprimir, coagir e punir. E nos espaços públicos normatizam símbolos que chegam à totalidade do imaginário social. Uma deputada que beijou a boca da sua esposa na tribuna do Congresso ou mesmo o senador Conta rato que beijou a boca do Caetano Veloso num espaço público, não são fatos isolados, fazem parte de uma estratégia que começou na Rede Globo com o primeiro beijo gay numa novela brasileira.
Por sua lógica constitucional e jurisprudências confirmadas já condenaram pastores e muitas pessoas por homofobia. Aqui mesmo na Praia do Canto um senhor foi condenado por gritar alto contra o som estridente de uma festa gay no seu prédio, “abaixa o som veado, eu quero dormir”, essa frase lhe custou R$ 6.000,00 (seis mil reais numa condenação confirmada em segunda instância). Qualquer coisa que possa caracterizar preconceito homoafetivo está sujeito aos processos com bons advogados e juízes favoráveis a essa causa. Até mesmo esse artigo no meu blog, com todos os cuidados desse jornalista e sociólogo, conhecedor da Lei de Imprensa e livre manifestação do pensamento. Todos os dias sou ameaçado de processos pela esquerda petista, a quem ataco até sangrar, por não aceitar suas tentativas de reescrever a história com narrativas mentirosas que descriminaliza Lula e sua Organização Criminosa e criminaliza Sérgio Moro e Deltan Dallagnol. Essa dupla foi consagrada pelos brasileiros como os algozes da corrupção no Brasil. Esses heróis nacionais desencadearam processos que colocaram atrás das grades membros das elites empresariais e políticas. A esquerda até importa hackers e jornalistas para dar legitimidade à sua narrativa falsa. A comprovação de que eram mentirosas as narrativas petistas no IntercePT do ativista LGBT, Glenn Greenwald só reforçam nossa narrativa verdadeira. Esse lixo humano tóxico enviado ao Brasil pelos EUA, que o expulsou daquela nação após suas cagadas contra a segurança nacional americana. No Brasil temos uma democracia sólida, que permite esse tipo de informação falsa para dar subsídios mentirosos ao STF, visando libertar os bandidos condenados em Segunda Instância das elites, empresarial, narcotráfico e política.
Cabe a nós da Direita em conformidade com a Hegemonia que estamos construindo, não apenas divulgar nossas ideias, mas combater todas as ideologias perniciosas que querem se implantar no Brasil espalhando o caos, a desordem generalizada e o anticristaníssimo. Somos um país cristão e demônio nenhum vai mudar nossa história no rumo do comunismo ateu e corrupto.

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

RACHID O CRIME QUE ATOLOU O BRASIL NA MAIOR CRISE DA SUA HISTÓRIA


O sociólogo Max Weber, quando estudou os tipos de dominação, começou pelos patriarcas religiosos ao exemplo de Abraão, cuja linhagem a partir do patriarca Jacó, formou o povo hebreu com seus 12 filhos que geraram 12 tribos ao imigrarem ao Egito. Na sequência evolutiva segundo Weber teremos o Patrimonialismo. O patriarca dentro de uma delimitação territorial e política tinha o domínio de tudo, até da vida das pessoas. O Feudalismo que existiu um pouco antes do Estado de Direito Moderno, partiu de uma divisão da sociedade em classes, os Senhores feudais e suas famílias, a Família Real juntamente com a corte, os Servos e os Escravos, que não tinham a propriedade nem dos próprios corpos. Essas classes não se misturavam, vem daí a segregação que não permitia aos negros se quer andar nas calçadas ou frequentar os mesmos espaços que os brancos. Em função disso, em vez da sequência linear-evolutiva (do patriarcalismo para o patrimonialismo e deste para o feudalismo), vamos encontrar dois subconjuntos qualitativamente distintos localizados no interior da dominação tradicional: de um lado, os tipos primários do patriarcalismo e da gerontocracia, e de outro o patrimonialismo, onde o público e o privado se confundem. Essa confusão entre o Público e o Privado que existe até hoje continua sendo o maior problema do Brasil. Tem um personagem da corrupção chamado “Rachid”, que tem que ser combatido e eliminado urgentemente, para melhorar os serviços públicos de saúde, educação e segurança além dos investimentos do poder público em obras e melhorias às classes menos favorecidas.
   O PT ao se associar à burguesia corruptora, banqueiros e empreiteiros implantou a Cleptocracia, termo de origem grega, que significa, literalmente, “governo de ladrões”. Foi o maior esquema de Rachid da história da humanidade. Lula e sua Organização Criminosa roubaram bilhões de dólares para comprar membros do Legislativo e Judiciário promovendo o aparelhamento do Estado Brasileiro. Lula foi o grande Patriarca da Corrupção que roubou para ele e os amigos no Brasil e no exterior. No esquema do BNDES favoreceu ditaduras de esquerda em vários países da América Latina e África, levando para sua família e a cúpula do PT um propino-duto que lhe garantiu riqueza e impunidade.

Precisamos lutar contra o Rachid, essa ideologia patrimonialista que está matando a classe menos favorecida pela carência de serviços públicos de saúde e segurança pública, além do desemprego. Em 2008 quando fui Presidente da Comissão de Ética do PDT em Vitória já alertava sobre o terrível efeito do Rachid na sociedade. Um vereador do PDT foi preso, um deputado estadual do PDT foi investigado e até um deputado federal do PDT foi investigado, mas todos gozaram da impunidade. Naquela época só prendiam vereadores que praticavam Rachid, deputados, senadores, prefeitos, governadores e até presidentes, praticavam Rachid impunimente. Com a Lava Jato do Juiz Sérgio Moro, essa história mudou, vários políticos foram presos por corrupção, inclusive um senador do PT e o bandido Lula, o patriarca da roubalheira.
A prisão em segunda instância tão defendida pela família Manato (PSL), tem uma origem histórica. Manato saiu do PDT na época por não concordar com os esquemas de Rachid praticado por alguns membros do partido ao nível nacional. Manato é muito parecido com o Presidente Bolsonaro, não rouba e nem deixa roubar. Será o melhor governador do Espírito Santo, o que atrapalha nosso Estado é a corrupção que está espalhada pelos municípios e câmaras de vereadores. O Ministério Público de contas investiga, mas o poder político e financeiro tem seus artifícios para segurar a caneta azul da justiça e tapar a boca marrom da imprensa. Sérgio Vidigal do PDT da Serra, tem dezenas de processos por corrupção, mas continua sua carreira política, com sua ficha lavada na impunidade.
Quando criei esse slogan: “A Serra merece o melhor” estava impactado, com as denúncias de corrupção e Rachid na Câmara Municipal da Serra. Mais decepcionado foi saber da boca de um dos assessores do atual prefeito, que a cidade estava ficando emperrada, pois alguns vereadores, queriam cobrar uma quantia alta para votarem os projetos do prefeito por melhorias na educação, segurança e saúde pública. Pior ainda, eles não votavam nem mesmos projetos beneficiando as pessoas carentes e necessitadas de especialidades médicas e vagas nas escolas e creches. Enquanto nas unidades de saúde faltavam profissionais e medicamentos, eles estavam preocupados em votar o aumento exorbitante dos próprios salários e ainda promover o Rachid. Os poucos que não desejam a continuidade da corrupção sistêmica são hostilizados, como se honestidade fosse uma aberração.
Como sociólogo pesquiso nos bairros da Serra as melhorias desejadas para o município. Dá tristeza ouvir idosos quase moribundos sofrendo com a hipertensão e diabetes por falta de remédios de pressão alta como: Hidroclorotiazida, Propranolol, Losartana, Anlodipino, Atenolol, entre outros. Outros idosos sofrendo com a diabetes por falta de medicamentos como: Metformina, Glifage, Glimepirida, etc. Idosos que me relatavam gastar mais do que ganhavam na aposentadoria com medicamentos e alimentação. Precisando catar latinhas ou fazer faxina para sobreviverem. Pessoas que deram a juventude para desenvolver nossa cidade, que hoje precisam catar latinhas e papelão para complementar a renda. Uma idosa me mostrou um pé de batata doce, que ela só se alimentava das suas folhas com arroz, quando tinha arroz. A carne eram as folhas de um pé de oroponobre da rua, que ela colhia as folhas espetando os dedos nos espinhos, devido à visão prejudicada pelo peso da idade.
Pior ainda é encontrar crianças e adolescentes fazendo coisas erradas pelas ruas e praças por falta de vagas nas escolas. Comerciantes e cidadãos sofrendo com assaltos à mão armadas pela carência de policiamento ostensivo, por parte da guarda municipal desfalcada no seu efetivo dado o tamanho do município.
A esquerda que domina a Serra há mais de 20 anos, não é muito diferente da que dominou o Brasil por mais de 20 anos, a diferença é que aqui ainda funciona a impunidade.
Eu trabalhava no Gabinete do Prefeito Gilson Daniel e soube que o ex-vereador Patrick do Gás estava preso pela prática de Rachid, quando o vereador pega uma parte do salário suado dos seus assessores em troca do cargo. O mesmo aconteceu em Vitória com um ex-vereador do PDT, que também ficou vários anos preso. Aqui na Serra as denúncias de vereadores que praticam Rachid levam no máximo a uma suspensão, podendo perder o mandato, enquanto isso esse tipo de corrupção na Câmara ganha apelidos engraçados: chá verde, faz-me rir, merrequinha, gorjeta, rachadinha e até dízimo, etc. Quase todos os ex-presidentes da Câmara nos últimos 20 anos estão atolados até o pescoço na lama da corrupção. Tem até ex-vereador com os bens indisponíveis pela justiça até hoje. Mas nossa justiça é tartaruga de Aquiles, um dia chega lá.
A Serra tem a oportunidade de acabar de vez com a corrupção seja no Executivo ou no Legislativo elegendo candidatos do PSL, escolhendo vereadores ou até mesmo o Prefeito do partido do Bolsonaro. Não importa se você gosta ou não gosta do Presidente, ele está com a caneta azul das verbas na mão, quem ficar contra esses recursos é no mínimo doente de insanidade mental.  
Sabemos que uma parte dessa lama da corrupção vai querer se lavar no rio limpo da mudança liderados por Carlos Manato e o Presidente Bolsonaro, mas o partido saberá tirar do trigo que alimenta nossa esperança, o joio que estraga nosso sonho de mudança. Em Brasília alguns deputados e senadores corruptos, investigados pela Lava Jato, não estão deixando Bolsonaro trabalhar, ao exemplo do que acontece aqui na Serra. Só não aconteceu a intervenção militar no Brasil, pois a corrupção despencou, somos um partido de ideal democrático e justiça social, queremos o povo dentro do processo de melhoria e mudança. Esse caminho é mais difícil, vamos precisar trabalhar o bom senso e o resgate dos valores cristãos no coração dos brasileiros e da nossa elite. Na ideologia de Direita do PSL, a parte “L” do liberalismo econômico, a reforma da previdência, reforma tributária e os incentivos para o crescimento econômico já está acontecendo. A parte “S”, ou seja, o retorno social, acontece menos de pressa que desejamos, pois virá dos bons índices do investimento daquilo que não é roubando como antes e daquilo que o Moro está conseguindo recuperar nos paraísos fiscais. Isso é bíblico, um governo que não rouba faz o povo feliz.
Mas, o patriotismo, tão atacado pelo PT da bandeira vermelha, está deixando de ser uma coisa careta, conservadora e antiquada, estamos voltando a usar a bandeira azul, verde e amarela do nosso Brasil querido. Até o Papai Noel está abandonando a roupa vermelha do PT e Coca Cola, para se vestir de verde e amarelo. Ninguém vai mais sentir vergonha de ser honesto.  A juventude não vai mais fumar maconha ou virar homossexual para ser chique e entrar na moda petista. As moças não vão mais perder a virgindade com qualquer vagabundo drogado no mato, por vergonha de ser pura, ao contrário, vão se casar virgem de véu e grinalda com muito orgulho. Nós somos conservadores sim, a esquerda comunista quis nos perverter e convencer de muitas mentiras, até mesmo que Jesus Cristo era um travesti. A Palavra de Deus nos fala de duas cidades Sodoma e Gomorra que foram destruídas e seus povos queimados vivos pela promiscuidade, que Deus tanto abomina e castiga. Da mesma forma Deus se alegra com a coisa direita, Jesus está sentado à mão Direita de Deus nosso Pai. Se nós temos no comando do Brasil a Direita não podemos voltar ao passado com a esquerda corrupta é andar na contramão da história, querendo bater de frente com a carreta da mudança. Foi nesse sentido que coloquei meu nome à disposição do PSL, o tempo que trabalhei no Gabinete do Prefeito Gilson Daniel, me deu muita experiência. Um dos melhores prefeitos do Brasil, o homem que transformou Viana de uma cidade de economia rural, na Capital da Logística no Espírito Santo. A cidade que mais se desenvolve no Estado. Lá em Viana não se fala de crises, se fala de projetos e de oportunidades. Fui lá com humildade aprender a ser prefeito, ou auxiliar o prefeito que o PSL vai eleger na Serra. Até os chineses estão investindo em Viana, lá sim tem um prefeito de verdade, que não precisa comprar vereadores para aprovar seus projetos e quem pratica o Rachid vai preso.
A população fica de olho em quem é da velha política e não permite o retorno do atraso e da corrupção. Na Serra a mentalidade retrograda está mudando, a cada dia um líder comunitário que sobreviveu ao massacre físico da corrupção, procura o PSL desejando mudança e nós o acolhemos. Temos certeza de que as pesquisas não mentem, a cada dia mais eleitores da esquerda corrupta, que é investigada pela lava jato estão dizendo que se arrependeram de ter votado nesse projeto falido no Estado e desejam votar no Carlos Manato para governador em 2022.
Com esse propósito estou entrando na política, para mostrar o exemplo do Carlos Manato, de que honestidade e trabalho é a solução para os problemas da Serra. Manato já nos provou isso nos 16 anos que passou como Deputado Federal, a esposa Soraya Manato continua nos provando que é sim possível ser honesta e trabalhar pelo bem-estar, sem se envolver com corrupção.
O PSL é um partido com esse princípio. Se você não sente vergonha de ser honesto, ser cristão, honrar a família e os bons costumes aqui é seu partido. Nos ajudem a resgatar a Serra no rumo do desenvolvimento econômico e geração de empregos e renda. Nossas famílias humildes serranas não precisam apenas de sestas básicas para trocar seus votos por comida. Precisam sim de trabalho e dignidade para terem educação, saúde e prosperidade.


quarta-feira, 20 de novembro de 2019

A LIVE DO MANATO E DOS DEPUTADOS DO PSL QUE ABALOU CASAGRANDE


A Live do Carlos Manato (PSL) mostrou uma forte união entre o Presidente do Partido e as principais lideranças. Apenas um dos deputados se desviou para à esquerda, pois se encantou coma as promessas mentirosas do Governador Casagrande. Quando esse deputado entender, que a esquerda nada pode oferecer a um deputado militar, pois a esquerda tem o olhar de bandido, Lula livre essas coisas e espaço garantido nas delações da Lava Jato, voltará ao time da Direita, que certamente vai mudar o rumo do Espírito Santo, no sentido da honestidade, do desenvolvimento e do progresso. A essência moral dos bons costumes, na formação do código de ética do policial militar, ainda vai falar mais alto no coração desse deputado que vai se levantar dessa queda moral. Ele vai se realinhar nos trilhos que lhe conduziu à Vitória surfando na segunda onda de Carlos Manato e Bolsonaro em 2022. Se não fosse a onda Bolsonaro propagada no Estado por Carlos Manato o PSL não teria eleito quatro deputados estaduais e uma Deputada Federal. Na Live os outros deputados da Direita Capixaba entenderam esse propósito. Tanto é verdade que o Deputado Danilo Bahiense foi escalado para disputar a prefeitura de Vila Velha e aceitou a tarefa do Presidente Manato. Da mesma forma o Deputado Capitão Assumção vai disputar a prefeitura de Vitória e o Deputado Torino Marques vai disputar a prefeitura da Serra. Em Cariacica o Subtenente Sérgio Assis Lopes, que também é amigo pessoal de Bolsonaro já está se articulando em Brasília para dar uma guinada naquele município com a população mais carente da Grande Vitória. O Plano Social do Governo Bolsonaro já está sendo implantado em Cariacica. O Ministro Sérgio Moro esteve no Estado recentemente para acompanhar de perto as ações do Governo Federal na melhoria geral de Cariacica. O PT apesar de gozar de certo prestígio na cidade é bananeira que já deu cacho e precisa ser arrancada. Helder Salomão (PT), o inimigo declarado de Bolsonaro pode colocar tudo a perder caso seja candidato a prefeito, sabendo disso provavelmente não concorrerá, até porque a Lava Jato vai chegar às prefeituras e a esquerda corrupta não terá tanta mobilidade para confundir o público com o privado, como aconteceu por onde o PT governou.
A movimentação do Manato e sua esposa Soraya pelo interior do Espirito Santo é sempre um motivo de comemoração por onde passam, dada às cerimônias de entrega de equipamentos, tratores, caminhões entre outros veículos e principalmente secadores de café que ajudam a desenvolver a agricultura e escoamento da produção em diversos municípios. A saúde também é contemplada com especial atenção já que o casal Manato, é formado por médicos, atuantes na área da saúde pública, se destacando no apoio à Santas Casa no Estado.
Como disse Manato: “2022 é logo ali”, e as eleições municipais de 2020, vão dar o tom do que será a disputa ao governo do Estado. Carlos Manato está treinando seu exército para enfrentar a guerra ideológica, que já está acontecendo nas Redes Sociais e chegará às ruas a partir de janeiro do ano novo, quando os pré-candidatos a vereador e prefeito no Estado todo começarão a colocar seus times em campo. Quando Casagrande não aceitou a implantação das escolas cívico militares no Espírito Santo, não apenas perdeu a oportunidade de melhorar a educação pública, por outro lado também se negou a ver em prática uma das propostas do Manato para a Educação Pública Capixaba.
Tenho acompanhado muitos eleitores que se arrependeram de ter votado no Casagrande e no senador Conta rato (REDE), a decepção com a esquerda cresceu muito, principalmente após a liberação injustificável do Lula por seus comparsas no STF. Tem um sentimento de revolta em relação à parte do Judiciário, que permanece atrelada ao PT e aos esquemas de corrupção. O clamor do povo brasileiro por uma intervenção militar no STF cresce a cada dia. Enquanto isso o bandido Lula segue pelo Brasil incitando a baderna ao exemplo do que fizeram no Chile.
A presença do Manato nas redes sociais fazendo Live vai se intensificar, pois a internet é um meio barato e eficaz de colocar os nomes dos pré-candidatos do PSL no mercado político. Sobre o novo partido de Bolsonaro, Manato aconselhou cautela, pois não podemos desconstruir o PSL e ignorar sua importância, já que foi a única legenda que recebeu o Presidente de braços abertos, quando seu projeto ainda era um sonho de poucos. Manato concluiu dizendo que: “um sonho que se sonha só é apenas um sonho, mas quando se sonha acompanhado já é realidade”. Em 2015 quando Bolsonaro começou a falar do seu sonho de ser Presidente, Manato começou a sonhar junto e foi o primeiro no Espirito Santo a lhe dar apoio nessa caminhada vitoriosa.
Manato se mostrou indignado com uma dupla capixaba “Batman e Robin”, que saíram do partido falando mal do seu Presidente.  “Estão tentando nos dividir para nos derrotar, mas não vão conseguir. Em 2022 o PSL vai estar unido na Aliança pelo Brasil, com Bolsonaro Presidente e Manato Governador”. Concluiu

domingo, 17 de novembro de 2019

LULA, O CORINGA, A BADERNA NO CHILE E HITLER

O filme Coringa tem um viés sociológico e outro psicanalítico. Arthur Fleck (Joaquin Phoenix), um lunático do lumpemproletariado, que não tem consciência de classe e nem se quer de si mesmo. Tem uma confusão simbólica no seu imaginário maluco, que mistura seus devaneios com fragmentos da realidade.  Trabalha como palhaço e, toda semana, precisa comparecer a uma agente social, devido aos seus conhecidos problemas mentais. Até aqui ele é apenas um psicótico que sofreu maus tratos na infância, nas mãos dos namorados de sua mãe. Aprendeu a disfarçar a dor, o nervosismo e o preconceito dos outros em relação a ele, com um sorriso falso e compulsivo. Fleck sai da invisibilidade social quando tem acesso a uma arma de fogo, demitido por conta disso, ele retornava ao lar no vagão de um trem, quando presencia três representantes da burguesia assediando uma trabalhadora que também retornava ao lar. Ele dispara uma risada descontrolada e acaba agredido pelos três elementos. De posse da arma, efetua disparos matando os três rapazes. Esse fato de um pobre matar três ricos despertou um apelo poderoso entre os desempregados e excluídos, por uma vingança social contra a burguesia e concentração de renda. Ele mata também um apresentador de um programa televisivo, que formava a opinião de sua mãe, ao exemplo do que Hitler fez com os jornais dos Judeus na Alemanha na implantação do seu regime socialista.
Existem gatilhos psicológicos motivados por uma espécie de inveja dos que nada possuem contra os que possuem tudo. O marxismo pregava a ditadura do proletariado, apropriar-se dos modos de produção da burguesia pela força numérica e o recurso das armas. Hitler em seu livro: “Minha Luta” expressa isso muito bem no seu manual de formação dos revolucionários de esquerda do seu partido fascista, que visava se apropriar das riquezas dos judeus que exploravam a “mais valia” dos trabalhadores alemães. Segundo Hitler os judeus também detinham os jornais que formavam a consciência burguesa na cabeça desses pobres coitados, condenados pelo humilhante “Tratado de Varsóvia” que impôs à Alemanha uma dívida estratosférica. Esse sentimento de impotência foi apreendido por Hitler para manipular seu povo. Como todos sabem os regimes de esquerda que tomaram o poder na antiga União Soviética e Alemanha mataram milhões de pessoas pelo totalitarismo doutrinário.
No Chile, o que estamos vendo é o fascismo de esquerda destruindo lojas, ônibus, metrô, carros da classe média e até igrejas. Para esses fascistas de esquerda a Igreja reproduz uma superestrutura de pensamentos burgueses, mantendo a classe trabalhadora passiva. Por isso Lula diz que “precisamos lutar” e “atacar”. A esquerda conseguiu inflamar esses desempregados e famintos no Chile, com o sentimento de inveja contra os ricos e tudo que representava riqueza nesse país próspero e culto da América Latina.
Quando vemos Lula condenando a polícia por repreender jovens assaltantes à mão armada, que às vezes são mortos por roubar um celular, notamos que esse bandido ignora um fato sociológico que os menores são os mais sádicos e frios criminosos, que matam por prazer sádico, como vingança social por serem excluídos do mercado de consumo contra os que tudo possuem. Mas o que Lula não compreende, talvez por seus poucos passos nos caminhos das letras, é que o menor também é excluído do mercado de trabalho por uma Lei de esquerda idiota, que diz que isso só lhe é possível a partir dos 18 anos com a maior idade. Esses jovens podem fazer tudo, matar, estuprar, roubar, vender e usar drogas. Só não podem trabalhar, pois o Estatuto da Criança e da Adolescência criado pelo movimento de esquerda no Brasil não permite. Notamos aí uma inversão de valores, a Lei que protege os jovens dos seus crimes é a mesma Lei que não permite que eles trabalhem. Só que o mercado das drogas não é regido pelo Estado de Direito, lá não funciona as leis constitucionais, funciona um código de ética próprio de cada facção que comanda os locais de venda. Os jovens fazem parte de um exército armado comandado por Organizações Criminosas simpáticas às causas da esquerda. Quando Lula cria identidade com esse tipo de gente, sabe que esse exército armado pode ficar à sua disposição, como aconteceram nos outros países da América Latina e aqui no Brasil na década de 70. Outro dia mesmo as facções criminosas estava queimando ônibus em alguns estados brasileiros, no Espírito Santo inclusive. Lembrando que o PT acumulou capital pelo malefício da corrupção estratosférica numa mega Organização Criminosa bem articulada nas três instâncias do poder estatal e pode financiar esse tipo de baderna no Brasil.
O filme Coringa mostra essa possibilidade, quando um homem de bem, honesto e trabalhador perturbado por um distúrbio psicótico, numa condição injusta passa a matar e liderar uma baderna sem precedente. Ao exemplo de Hitler outro psicótico também honesto e de boa família sente o desejo de matar judeus para lhes tomar seus bens e modos de produção. Fleck quando mata os funcionários daquele que poderia ter sido seu pai, o homem mais rico daquela cidade onde sua mãe adotiva tinha trabalhado na Juventude. Quando ela o convence a reivindicar a paternidade daquele milionário que a engravidara, ela coloca na mente do filho adotivo a realidade simbólica de uma fantasia que ele nutriu na sua loucura ao misturar o imaginário com o simbólico, logo desmascarado pelo suposto pai. O filho corre atrás da verdade e sofre mais uma grande decepção, a ponto de matar aquela que o criou, assumindo de vez a face oculta do Coringa.
Lula quando sai da cadeia vislumbra na impunidade a possibilidade de ser candidato a presidente em 2022, pois tem ainda o velho aparelhamento no STF através dos indicados pelo PT como mandatários vitalícios daquela Mina de Ouro, ele sabe que essa articulação é poderosa. As ruas, porém, não estão para o Coringa Lula e sua vingança contra aqueles que o encarceraram, os quais chama de “mentirosos” e “criminosos”. Sérgio Moro de herói nacional passa a ser vilão pelo artifício de um contrato do PT, com o terrorista digital do IntercePT, tudo para criar a cama da licitude mentirosa, necessária para manipular os fatos e lavar vergonhosamente a ficha suja do bandido que deseja restaurar a crepitocracia que colocou o Brasil nessa crise e gerou essa subclasse de trabalhadores desempregados e famintos que dizem que “no tempo do Lula tinham comida na mesa”. Mal sabe eles que esse bandido lhes tirou os empregos quando decidiu se vender à burguesia corrupta, banqueiros e empreiteiros para empregar o dinheiro brasileiro e obras faraônicas pelo mundo, para garantir aos corruptos Lula, a cúpula do PT e os parceiros corruptos de outros partidos quantia exorbitantes do dinheiro público que destruiu empregos no Brasil para reconstruir em outros países aliados desse pensamento fascista e violento.
Se o Governo Bolsonaro não estivesse conseguindo recuperar a casa devastada pelo terremoto destruidor da corrupção, o criminoso político Lula seria o Coringa perfeito da desordem geral. Mas as ruas mostram, que a Esperança de Mudança ainda não morreu, apesar de todos os ventos contrários da velha política, que tem seguidores no Brasil inteiro.

 Não adianta tentar re-escrever a história com mentiras e manipulações, os fatos são espelho da verdade que prevalecerá. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

GANDHI E LULA, AÇÚCAR E SAL


Mohandas Karamchand Gandhi, ou simplesmente Gandhi, nascido aos 2 de outubro de 1869, morreu pelas mãos covarde de um nacionalista hindu, quando se preparava para orar numa manhã do dia 30 de janeiro de 1948. Uma arma de fogo calou a voz do homem mais justo da história da Índia. Ao contrário de Lula, homem de pouquíssimas letras, Gandhi foi um advogado, que se especializou em ética política indiana. Enquanto Lula lutou para mudar a Lei do Brasil visando se libertar das grades, após condenado em Segunda Instância por corrupção, Gandhi lutou para mudar as leis do Império Inglês que tratavam os povos indianos e africanos como escravos, em seus próprios países. A segregação racial era tão forte, que nenhum indiano ou africano podia andar nas calçadas das ruas ou viajar na primeira classe dos trens, mesmo se fosse rico, haviam indianos ricos de famílias que eram ricas antes da colonização inglesa e conseguiram se manter ricos. Gandhi, no entanto, morreu pobre, consumia o mínimo para sobreviver e ainda fabricava as próprias vestimentas. Gandhi foi preso várias vezes por pregar a resistência pacífica contra o autoritarismo violento do Reino Inglês. Lula foi preso uma vez por baderna na década de 1970, e acaba de se libertar da prisão por lavagem do dinheiro da roubalheira em associação com empreiteiras e banqueiros desonestos. Gandhi era nacionalista, anticolonialista que, através da resistência sem violência, conseguiu mudar as leis imperiais e conduziu a Índia à independência. Lula é um capitalista primitivo que acumulou capital, matando doentes por falta de verbas nos hospitais e condenando crianças ao tráfico de drogas por falta de vagas nas escolas. Além de contribuir com assaltos e homicídios por falta de policiamento ostensivo. A corrupção fez os preços da gasolina e da eletricidade aumentar e disparou todos os preços, fez a Petrobrás quase falir. Bolsonaro apenas com honestidade está fazendo as estatais terem muito lucro e está recuperando a economia.
Nascido e criado em uma família hindu no litoral de Guzerate, Oeste da Índia, e formado em direito no Inner Temple de Londres, Gandhi empregou pela primeira vez a desobediência civil não-violenta como advogado expatriado na África do Sul, na luta da comunidade indígena pelos direitos civis. Após seu retorno à Índia em 1915, ele começou a organizar camponeses, agricultores e trabalhadores urbanos para protestar contra o imposto sobre a terra e a discriminação excessiva. Assumindo a liderança do Congresso Nacional Indiano em 1921, Gandhi liderou campanhas nacionais para várias causas sociais e para alcançar o Swaraj ou Governo Independente.
Ao exemplo de Bolsonaro que está resgatando o Brasil das garras macabras da corrupção sistema nos três poderes, Gandhi resgatou a Índia da exploração social e econômica do povo indiano pelos ingleses.
Gandhi levou os indianos a desafiar o imposto salino cobrado pelo império, com a Marcha do Sal, de 400 km, em 1930, e também ensinou os indianos a produzirem sal e distribuir entre os pobres, a produção de sal era monopolizada pelos ingleses.
Lula, que tem um discurso de conceitos embutidos, que hipnotiza as massas, neste sentido não era muito diferente de Gandhi, que também usava um discurso embutido nas pregações religiosas, para manipular a massa e mobilizar o povo no conflito em função da independência. O bandido brasileiro se distancia do Mártir Indiano, que está para a doçura do açúcar, enquanto Lula está par a amargura do sal. O preço que nós, os trabalhadores estamos pagando pela roubalheira do PT e seus aliados: MDB, PSDB e os nanicos de esquerda é incalculável. Os fundos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), hoje são usados para cobrir o rombo no BNDES, que aconteceu pelo tráfico de influência do criminoso Lula nos países abaixo relacionados. Muitos desses países não estão pagando a dívida e nós os trabalhadores é que somos penalizados, mais uma vez com o desemprego e a fome causada pelo bandido Lula, que devido ao atrelamento com parte majoritária do STF conseguiu comprar licitude. Segundo Gilmar Mendes ainda está supostamente à venda a lavagem da sua ficha mais suja que poleiro de pato para concorrer com Bolsonaro em 2022. Inacreditavelmente tem petista que compara Lula ao Deus Jesus Cristo, outros são menos insanos e comparam ao Gandhi, que libertou o povo indiano das garras diabólica dos ingleses. Lula se compara a Gandhi na mesma proporção em que o açúcar se compara ao sal, ou seja, em nada. Quando algum petista sem noção vier lhe falar dessa comparação totalmente sem sentido, manda ler meu artigo e se divirta com a insanidade de uma esquerda, que confunde suas loucas fantasias com a realidade. Mas, os milhões de Bolsonaristas foram às ruas e mostraram que a esperança de mudança ainda está viva em nossos corações.
PAÍSES QUE LEVARAM O DINHEIRO DOS NOSSOS EMPREGOS
Angola 3 bilhões e 273 milhões de dólares, Argentina 2 bilhões e seis milhões de dólares, Venezuela 1 bilhão e duzentos e quinze milhões de dólares. República Dominicana um bilhão e duzentos e quinze milhões de dólares. Equador 685 milhões de dólares. Cuba 656 milhões de dólares, Peru 348 milhões de dólares, Gana 154 milhões de dólares, México 90 milhões de dólares, Paraguai 77 milhões de dólares, Honduras 59 milhões de dólares, Costa Rica 43 milhões de dólares e Uruguai 31 milhões. No tempo da Cleptocracia do PT, parte desse dinheiro era embolsado por Lula e os membros bem-sucedidos de sua Organização Criminosa.