Minha lista de blogs

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Vista do Atlântico Condomínio Club

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Vereador Max da Mata exige explicação pela falência da prefeitura de Vitória


Max da Mata é o único vereador, que fiscaliza os desmandos na prefeitura, que foi a mais rica do Estado. Para o vereador da oposição, não está claro o tamanho real da dívida que implodiu a prefeitura de Vitória. As obras paradas e os transtornos causados pela trágica gestão do prefeito dos quiosques milionários, revoltaram a população da Capital. Tanto é verdade que na recente pesquisa divulgada em A Gazeta notamos o tamanho dessa insatisfação proporcional ao tamanho da dívida municipal. O prefeito João Coser, como sempre, fica calado por não ter justificativa. A maior prefeitura capixaba apresenta um rombo devido às verbas públicas no ralo da incompetência ou até coisas piores que não vou falar por ainda não ter provas. Mas de qualquer forma a coisa está fedendo ao ponto de incomodar o grande vereador, que ocupa o lugar do senso crítico que pertencia ao atual deputado Luciano Rezende. O deputado do PPS, quando foi vereador, pegava leve fazendo uma oposição amarela devido ao parentesco com Claudio Vereza deputado do PT. Para se ter uma idéia do desgoverno, Jardim Camburi ainda sofre com os alagamentos, posto de saúde super lotado e falta de lazer para a juventude. Infelizmente, após a derrota de Maurício Leite para um vereador de enfeite, que nada faz e nada diz contra Coser, nosso bairro vai de mal a pior. As mulheres e as bibas que me perdoem mas é preferível um vereador feio e trabalhador que um bonitinho cego, mudo e surdo. Que não fiscaliza, não indica obra, só faz leis para beneficiar cachorros de rua entre outras baboseiras. Ano que vem quero ver o olho de gato pedir voto na feira de Jardim Camburi vai levar cuspe na cara para tomar vergonha e fazer alguma coisa pelos seus eleitores. Me desculpem mas eu também votei naquela coisa sem sentido. Enquanto isso viva Max da Mata o futuro prefeito de Vitória, um homem honesto e trabalhador.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Campanha João Coser para o Guiness Book é sucesso no Facebook


Uma inusitada campanha do Zé Limpeza, personagem lúdico criado pelo marketeiro Paulo Gordo, para a campanha de Zé Luiz do PT do grupo de Iriny (PT),virou sucesso na internet. Zé Limpeza, o defensor da reciclagem de resíduos sólidos e pessoas, foi rejeitado pela agência de publicidade que fez a desastrada campanha do presidente do Sindilimpe. Os assessores do vereador José Luiz (PT) de Cariacica alegaram que ele tinha que aparecer de terno para se diferenciar dos lixeiros do seu sindicato. Estratégia errada. Quando fizemos as qualitativas para a agência notamos claramente o distanciamento desse grande líder de sua base. Como José Luiz é democrático acabou seguindo seus assessores para a vala da derrota eleitoral. Nosso querido Zé Limpeza continua defendendo a reciclagem de lixo e gente por uma sociedade sustentável, ecologicamente correta e humana. Alérgico à corrupção ele está lançando João Coser para o Guiness Book pela falência anunciada da prefeitura mais rica do Estado.
João Coser está seguindo os passos de José Ignácio para o fim de sua carreira política. Se depender da população de Vitória João Coser e José Ignácio são coisas do passado. Se não, vejamos a pesquisa de A Gazeta de hoje. A avaliação do Estado de Opinião Pública piorou muito em um ano. Os índices de ótimo/bom despencaram de 49,7% no ano passado para 31% neste ano. Já os índices de ruim/péssimo saltaram de 11,4% para 21,9%. Sem contar os indices de regular que saltaram de 37,2% para 43,2%. Uma observação sociológica de quem faz muitas pesquisas de opinião: os indices de regular, na maioria das vezes, é a forma das pessoas simples de dizer que Vitória está uma merda. Ou seja a coisa ainda é pior do que está escrito no jornal. Moral da estória: João Coser não elege seu sucessor nem se contratar Bete Gorda e Paulo Gordo juntos. Eles são os melhores marketeiros do Espírito Santo, na visão deste sociólogo que é amigo de ambos. Como disse Radanezi Amorim na coluna Praça Oito de A Gazeta: com contratos altos e quioques de 1,4 milhões não há prefeitura rica que resista... O Pior é que a população que sofre o desgoverno é quem paga a conta...