Minha lista de blogs

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

RACHID O CRIME QUE ATOLOU O BRASIL NA MAIOR CRISE DA SUA HISTÓRIA


O sociólogo Max Weber, quando estudou os tipos de dominação, começou pelos patriarcas religiosos ao exemplo de Abraão, cuja linhagem a partir do patriarca Jacó, formou o povo hebreu com seus 12 filhos que geraram 12 tribos ao imigrarem ao Egito. Na sequência evolutiva segundo Weber teremos o Patrimonialismo. O patriarca dentro de uma delimitação territorial e política tinha o domínio de tudo, até da vida das pessoas. O Feudalismo que existiu um pouco antes do Estado de Direito Moderno, partiu de uma divisão da sociedade em classes, os Senhores feudais e suas famílias, a Família Real juntamente com a corte, os Servos e os Escravos, que não tinham a propriedade nem dos próprios corpos. Essas classes não se misturavam, vem daí a segregação que não permitia aos negros se quer andar nas calçadas ou frequentar os mesmos espaços que os brancos. Em função disso, em vez da sequência linear-evolutiva (do patriarcalismo para o patrimonialismo e deste para o feudalismo), vamos encontrar dois subconjuntos qualitativamente distintos localizados no interior da dominação tradicional: de um lado, os tipos primários do patriarcalismo e da gerontocracia, e de outro o patrimonialismo, onde o público e o privado se confundem. Essa confusão entre o Público e o Privado que existe até hoje continua sendo o maior problema do Brasil. Tem um personagem da corrupção chamado “Rachid”, que tem que ser combatido e eliminado urgentemente, para melhorar os serviços públicos de saúde, educação e segurança além dos investimentos do poder público em obras e melhorias às classes menos favorecidas.
   O PT ao se associar à burguesia corruptora, banqueiros e empreiteiros implantou a Cleptocracia, termo de origem grega, que significa, literalmente, “governo de ladrões”. Foi o maior esquema de Rachid da história da humanidade. Lula e sua Organização Criminosa roubaram bilhões de dólares para comprar membros do Legislativo e Judiciário promovendo o aparelhamento do Estado Brasileiro. Lula foi o grande Patriarca da Corrupção que roubou para ele e os amigos no Brasil e no exterior. No esquema do BNDES favoreceu ditaduras de esquerda em vários países da América Latina e África, levando para sua família e a cúpula do PT um propino-duto que lhe garantiu riqueza e impunidade.

Precisamos lutar contra o Rachid, essa ideologia patrimonialista que está matando a classe menos favorecida pela carência de serviços públicos de saúde e segurança pública, além do desemprego. Em 2008 quando fui Presidente da Comissão de Ética do PDT em Vitória já alertava sobre o terrível efeito do Rachid na sociedade. Um vereador do PDT foi preso, um deputado estadual do PDT foi investigado e até um deputado federal do PDT foi investigado, mas todos gozaram da impunidade. Naquela época só prendiam vereadores que praticavam Rachid, deputados, senadores, prefeitos, governadores e até presidentes, praticavam Rachid impunimente. Com a Lava Jato do Juiz Sérgio Moro, essa história mudou, vários políticos foram presos por corrupção, inclusive um senador do PT e o bandido Lula, o patriarca da roubalheira.
A prisão em segunda instância tão defendida pela família Manato (PSL), tem uma origem histórica. Manato saiu do PDT na época por não concordar com os esquemas de Rachid praticado por alguns membros do partido ao nível nacional. Manato é muito parecido com o Presidente Bolsonaro, não rouba e nem deixa roubar. Será o melhor governador do Espírito Santo, o que atrapalha nosso Estado é a corrupção que está espalhada pelos municípios e câmaras de vereadores. O Ministério Público de contas investiga, mas o poder político e financeiro tem seus artifícios para segurar a caneta azul da justiça e tapar a boca marrom da imprensa. Sérgio Vidigal do PDT da Serra, tem dezenas de processos por corrupção, mas continua sua carreira política, com sua ficha lavada na impunidade.
Quando criei esse slogan: “A Serra merece o melhor” estava impactado, com as denúncias de corrupção e Rachid na Câmara Municipal da Serra. Mais decepcionado foi saber da boca de um dos assessores do atual prefeito, que a cidade estava ficando emperrada, pois alguns vereadores, queriam cobrar uma quantia alta para votarem os projetos do prefeito por melhorias na educação, segurança e saúde pública. Pior ainda, eles não votavam nem mesmos projetos beneficiando as pessoas carentes e necessitadas de especialidades médicas e vagas nas escolas e creches. Enquanto nas unidades de saúde faltavam profissionais e medicamentos, eles estavam preocupados em votar o aumento exorbitante dos próprios salários e ainda promover o Rachid. Os poucos que não desejam a continuidade da corrupção sistêmica são hostilizados, como se honestidade fosse uma aberração.
Como sociólogo pesquiso nos bairros da Serra as melhorias desejadas para o município. Dá tristeza ouvir idosos quase moribundos sofrendo com a hipertensão e diabetes por falta de remédios de pressão alta como: Hidroclorotiazida, Propranolol, Losartana, Anlodipino, Atenolol, entre outros. Outros idosos sofrendo com a diabetes por falta de medicamentos como: Metformina, Glifage, Glimepirida, etc. Idosos que me relatavam gastar mais do que ganhavam na aposentadoria com medicamentos e alimentação. Precisando catar latinhas ou fazer faxina para sobreviverem. Pessoas que deram a juventude para desenvolver nossa cidade, que hoje precisam catar latinhas e papelão para complementar a renda. Uma idosa me mostrou um pé de batata doce, que ela só se alimentava das suas folhas com arroz, quando tinha arroz. A carne eram as folhas de um pé de oroponobre da rua, que ela colhia as folhas espetando os dedos nos espinhos, devido à visão prejudicada pelo peso da idade.
Pior ainda é encontrar crianças e adolescentes fazendo coisas erradas pelas ruas e praças por falta de vagas nas escolas. Comerciantes e cidadãos sofrendo com assaltos à mão armadas pela carência de policiamento ostensivo, por parte da guarda municipal desfalcada no seu efetivo dado o tamanho do município.
A esquerda que domina a Serra há mais de 20 anos, não é muito diferente da que dominou o Brasil por mais de 20 anos, a diferença é que aqui ainda funciona a impunidade.
Eu trabalhava no Gabinete do Prefeito Gilson Daniel e soube que o ex-vereador Patrick do Gás estava preso pela prática de Rachid, quando o vereador pega uma parte do salário suado dos seus assessores em troca do cargo. O mesmo aconteceu em Vitória com um ex-vereador do PDT, que também ficou vários anos preso. Aqui na Serra as denúncias de vereadores que praticam Rachid levam no máximo a uma suspensão, podendo perder o mandato, enquanto isso esse tipo de corrupção na Câmara ganha apelidos engraçados: chá verde, faz-me rir, merrequinha, gorjeta, rachadinha e até dízimo, etc. Quase todos os ex-presidentes da Câmara nos últimos 20 anos estão atolados até o pescoço na lama da corrupção. Tem até ex-vereador com os bens indisponíveis pela justiça até hoje. Mas nossa justiça é tartaruga de Aquiles, um dia chega lá.
A Serra tem a oportunidade de acabar de vez com a corrupção seja no Executivo ou no Legislativo elegendo candidatos do PSL, escolhendo vereadores ou até mesmo o Prefeito do partido do Bolsonaro. Não importa se você gosta ou não gosta do Presidente, ele está com a caneta azul das verbas na mão, quem ficar contra esses recursos é no mínimo doente de insanidade mental.  
Sabemos que uma parte dessa lama da corrupção vai querer se lavar no rio limpo da mudança liderados por Carlos Manato e o Presidente Bolsonaro, mas o partido saberá tirar do trigo que alimenta nossa esperança, o joio que estraga nosso sonho de mudança. Em Brasília alguns deputados e senadores corruptos, investigados pela Lava Jato, não estão deixando Bolsonaro trabalhar, ao exemplo do que acontece aqui na Serra. Só não aconteceu a intervenção militar no Brasil, pois a corrupção despencou, somos um partido de ideal democrático e justiça social, queremos o povo dentro do processo de melhoria e mudança. Esse caminho é mais difícil, vamos precisar trabalhar o bom senso e o resgate dos valores cristãos no coração dos brasileiros e da nossa elite. Na ideologia de Direita do PSL, a parte “L” do liberalismo econômico, a reforma da previdência, reforma tributária e os incentivos para o crescimento econômico já está acontecendo. A parte “S”, ou seja, o retorno social, acontece menos de pressa que desejamos, pois virá dos bons índices do investimento daquilo que não é roubando como antes e daquilo que o Moro está conseguindo recuperar nos paraísos fiscais. Isso é bíblico, um governo que não rouba faz o povo feliz.
Mas, o patriotismo, tão atacado pelo PT da bandeira vermelha, está deixando de ser uma coisa careta, conservadora e antiquada, estamos voltando a usar a bandeira azul, verde e amarela do nosso Brasil querido. Até o Papai Noel está abandonando a roupa vermelha do PT e Coca Cola, para se vestir de verde e amarelo. Ninguém vai mais sentir vergonha de ser honesto.  A juventude não vai mais fumar maconha ou virar homossexual para ser chique e entrar na moda petista. As moças não vão mais perder a virgindade com qualquer vagabundo drogado no mato, por vergonha de ser pura, ao contrário, vão se casar virgem de véu e grinalda com muito orgulho. Nós somos conservadores sim, a esquerda comunista quis nos perverter e convencer de muitas mentiras, até mesmo que Jesus Cristo era um travesti. A Palavra de Deus nos fala de duas cidades Sodoma e Gomorra que foram destruídas e seus povos queimados vivos pela promiscuidade, que Deus tanto abomina e castiga. Da mesma forma Deus se alegra com a coisa direita, Jesus está sentado à mão Direita de Deus nosso Pai. Se nós temos no comando do Brasil a Direita não podemos voltar ao passado com a esquerda corrupta é andar na contramão da história, querendo bater de frente com a carreta da mudança. Foi nesse sentido que coloquei meu nome à disposição do PSL, o tempo que trabalhei no Gabinete do Prefeito Gilson Daniel, me deu muita experiência. Um dos melhores prefeitos do Brasil, o homem que transformou Viana de uma cidade de economia rural, na Capital da Logística no Espírito Santo. A cidade que mais se desenvolve no Estado. Lá em Viana não se fala de crises, se fala de projetos e de oportunidades. Fui lá com humildade aprender a ser prefeito, ou auxiliar o prefeito que o PSL vai eleger na Serra. Até os chineses estão investindo em Viana, lá sim tem um prefeito de verdade, que não precisa comprar vereadores para aprovar seus projetos e quem pratica o Rachid vai preso.
A população fica de olho em quem é da velha política e não permite o retorno do atraso e da corrupção. Na Serra a mentalidade retrograda está mudando, a cada dia um líder comunitário que sobreviveu ao massacre físico da corrupção, procura o PSL desejando mudança e nós o acolhemos. Temos certeza de que as pesquisas não mentem, a cada dia mais eleitores da esquerda corrupta, que é investigada pela lava jato estão dizendo que se arrependeram de ter votado nesse projeto falido no Estado e desejam votar no Carlos Manato para governador em 2022.
Com esse propósito estou entrando na política, para mostrar o exemplo do Carlos Manato, de que honestidade e trabalho é a solução para os problemas da Serra. Manato já nos provou isso nos 16 anos que passou como Deputado Federal, a esposa Soraya Manato continua nos provando que é sim possível ser honesta e trabalhar pelo bem-estar, sem se envolver com corrupção.
O PSL é um partido com esse princípio. Se você não sente vergonha de ser honesto, ser cristão, honrar a família e os bons costumes aqui é seu partido. Nos ajudem a resgatar a Serra no rumo do desenvolvimento econômico e geração de empregos e renda. Nossas famílias humildes serranas não precisam apenas de sestas básicas para trocar seus votos por comida. Precisam sim de trabalho e dignidade para terem educação, saúde e prosperidade.


quarta-feira, 20 de novembro de 2019

A LIVE DO MANATO E DOS DEPUTADOS DO PSL QUE ABALOU CASAGRANDE


A Live do Carlos Manato (PSL) mostrou uma forte união entre o Presidente do Partido e as principais lideranças. Apenas um dos deputados se desviou para à esquerda, pois se encantou coma as promessas mentirosas do Governador Casagrande. Quando esse deputado entender, que a esquerda nada pode oferecer a um deputado militar, pois a esquerda tem o olhar de bandido, Lula livre essas coisas e espaço garantido nas delações da Lava Jato, voltará ao time da Direita, que certamente vai mudar o rumo do Espírito Santo, no sentido da honestidade, do desenvolvimento e do progresso. A essência moral dos bons costumes, na formação do código de ética do policial militar, ainda vai falar mais alto no coração desse deputado que vai se levantar dessa queda moral. Ele vai se realinhar nos trilhos que lhe conduziu à Vitória surfando na segunda onda de Carlos Manato e Bolsonaro em 2022. Se não fosse a onda Bolsonaro propagada no Estado por Carlos Manato o PSL não teria eleito quatro deputados estaduais e uma Deputada Federal. Na Live os outros deputados da Direita Capixaba entenderam esse propósito. Tanto é verdade que o Deputado Danilo Bahiense foi escalado para disputar a prefeitura de Vila Velha e aceitou a tarefa do Presidente Manato. Da mesma forma o Deputado Capitão Assumção vai disputar a prefeitura de Vitória e o Deputado Torino Marques vai disputar a prefeitura da Serra. Em Cariacica o Subtenente Sérgio Assis Lopes, que também é amigo pessoal de Bolsonaro já está se articulando em Brasília para dar uma guinada naquele município com a população mais carente da Grande Vitória. O Plano Social do Governo Bolsonaro já está sendo implantado em Cariacica. O Ministro Sérgio Moro esteve no Estado recentemente para acompanhar de perto as ações do Governo Federal na melhoria geral de Cariacica. O PT apesar de gozar de certo prestígio na cidade é bananeira que já deu cacho e precisa ser arrancada. Helder Salomão (PT), o inimigo declarado de Bolsonaro pode colocar tudo a perder caso seja candidato a prefeito, sabendo disso provavelmente não concorrerá, até porque a Lava Jato vai chegar às prefeituras e a esquerda corrupta não terá tanta mobilidade para confundir o público com o privado, como aconteceu por onde o PT governou.
A movimentação do Manato e sua esposa Soraya pelo interior do Espirito Santo é sempre um motivo de comemoração por onde passam, dada às cerimônias de entrega de equipamentos, tratores, caminhões entre outros veículos e principalmente secadores de café que ajudam a desenvolver a agricultura e escoamento da produção em diversos municípios. A saúde também é contemplada com especial atenção já que o casal Manato, é formado por médicos, atuantes na área da saúde pública, se destacando no apoio à Santas Casa no Estado.
Como disse Manato: “2022 é logo ali”, e as eleições municipais de 2020, vão dar o tom do que será a disputa ao governo do Estado. Carlos Manato está treinando seu exército para enfrentar a guerra ideológica, que já está acontecendo nas Redes Sociais e chegará às ruas a partir de janeiro do ano novo, quando os pré-candidatos a vereador e prefeito no Estado todo começarão a colocar seus times em campo. Quando Casagrande não aceitou a implantação das escolas cívico militares no Espírito Santo, não apenas perdeu a oportunidade de melhorar a educação pública, por outro lado também se negou a ver em prática uma das propostas do Manato para a Educação Pública Capixaba.
Tenho acompanhado muitos eleitores que se arrependeram de ter votado no Casagrande e no senador Conta rato (REDE), a decepção com a esquerda cresceu muito, principalmente após a liberação injustificável do Lula por seus comparsas no STF. Tem um sentimento de revolta em relação à parte do Judiciário, que permanece atrelada ao PT e aos esquemas de corrupção. O clamor do povo brasileiro por uma intervenção militar no STF cresce a cada dia. Enquanto isso o bandido Lula segue pelo Brasil incitando a baderna ao exemplo do que fizeram no Chile.
A presença do Manato nas redes sociais fazendo Live vai se intensificar, pois a internet é um meio barato e eficaz de colocar os nomes dos pré-candidatos do PSL no mercado político. Sobre o novo partido de Bolsonaro, Manato aconselhou cautela, pois não podemos desconstruir o PSL e ignorar sua importância, já que foi a única legenda que recebeu o Presidente de braços abertos, quando seu projeto ainda era um sonho de poucos. Manato concluiu dizendo que: “um sonho que se sonha só é apenas um sonho, mas quando se sonha acompanhado já é realidade”. Em 2015 quando Bolsonaro começou a falar do seu sonho de ser Presidente, Manato começou a sonhar junto e foi o primeiro no Espirito Santo a lhe dar apoio nessa caminhada vitoriosa.
Manato se mostrou indignado com uma dupla capixaba “Batman e Robin”, que saíram do partido falando mal do seu Presidente.  “Estão tentando nos dividir para nos derrotar, mas não vão conseguir. Em 2022 o PSL vai estar unido na Aliança pelo Brasil, com Bolsonaro Presidente e Manato Governador”. Concluiu

domingo, 17 de novembro de 2019

LULA, O CORINGA, A BADERNA NO CHILE E HITLER

O filme Coringa tem um viés sociológico e outro psicanalítico. Arthur Fleck (Joaquin Phoenix), um lunático do lumpemproletariado, que não tem consciência de classe e nem se quer de si mesmo. Tem uma confusão simbólica no seu imaginário maluco, que mistura seus devaneios com fragmentos da realidade.  Trabalha como palhaço e, toda semana, precisa comparecer a uma agente social, devido aos seus conhecidos problemas mentais. Até aqui ele é apenas um psicótico que sofreu maus tratos na infância, nas mãos dos namorados de sua mãe. Aprendeu a disfarçar a dor, o nervosismo e o preconceito dos outros em relação a ele, com um sorriso falso e compulsivo. Fleck sai da invisibilidade social quando tem acesso a uma arma de fogo, demitido por conta disso, ele retornava ao lar no vagão de um trem, quando presencia três representantes da burguesia assediando uma trabalhadora que também retornava ao lar. Ele dispara uma risada descontrolada e acaba agredido pelos três elementos. De posse da arma, efetua disparos matando os três rapazes. Esse fato de um pobre matar três ricos despertou um apelo poderoso entre os desempregados e excluídos, por uma vingança social contra a burguesia e concentração de renda. Ele mata também um apresentador de um programa televisivo, que formava a opinião de sua mãe, ao exemplo do que Hitler fez com os jornais dos Judeus na Alemanha na implantação do seu regime socialista.
Existem gatilhos psicológicos motivados por uma espécie de inveja dos que nada possuem contra os que possuem tudo. O marxismo pregava a ditadura do proletariado, apropriar-se dos modos de produção da burguesia pela força numérica e o recurso das armas. Hitler em seu livro: “Minha Luta” expressa isso muito bem no seu manual de formação dos revolucionários de esquerda do seu partido fascista, que visava se apropriar das riquezas dos judeus que exploravam a “mais valia” dos trabalhadores alemães. Segundo Hitler os judeus também detinham os jornais que formavam a consciência burguesa na cabeça desses pobres coitados, condenados pelo humilhante “Tratado de Varsóvia” que impôs à Alemanha uma dívida estratosférica. Esse sentimento de impotência foi apreendido por Hitler para manipular seu povo. Como todos sabem os regimes de esquerda que tomaram o poder na antiga União Soviética e Alemanha mataram milhões de pessoas pelo totalitarismo doutrinário.
No Chile, o que estamos vendo é o fascismo de esquerda destruindo lojas, ônibus, metrô, carros da classe média e até igrejas. Para esses fascistas de esquerda a Igreja reproduz uma superestrutura de pensamentos burgueses, mantendo a classe trabalhadora passiva. Por isso Lula diz que “precisamos lutar” e “atacar”. A esquerda conseguiu inflamar esses desempregados e famintos no Chile, com o sentimento de inveja contra os ricos e tudo que representava riqueza nesse país próspero e culto da América Latina.
Quando vemos Lula condenando a polícia por repreender jovens assaltantes à mão armada, que às vezes são mortos por roubar um celular, notamos que esse bandido ignora um fato sociológico que os menores são os mais sádicos e frios criminosos, que matam por prazer sádico, como vingança social por serem excluídos do mercado de consumo contra os que tudo possuem. Mas o que Lula não compreende, talvez por seus poucos passos nos caminhos das letras, é que o menor também é excluído do mercado de trabalho por uma Lei de esquerda idiota, que diz que isso só lhe é possível a partir dos 18 anos com a maior idade. Esses jovens podem fazer tudo, matar, estuprar, roubar, vender e usar drogas. Só não podem trabalhar, pois o Estatuto da Criança e da Adolescência criado pelo movimento de esquerda no Brasil não permite. Notamos aí uma inversão de valores, a Lei que protege os jovens dos seus crimes é a mesma Lei que não permite que eles trabalhem. Só que o mercado das drogas não é regido pelo Estado de Direito, lá não funciona as leis constitucionais, funciona um código de ética próprio de cada facção que comanda os locais de venda. Os jovens fazem parte de um exército armado comandado por Organizações Criminosas simpáticas às causas da esquerda. Quando Lula cria identidade com esse tipo de gente, sabe que esse exército armado pode ficar à sua disposição, como aconteceram nos outros países da América Latina e aqui no Brasil na década de 70. Outro dia mesmo as facções criminosas estava queimando ônibus em alguns estados brasileiros, no Espírito Santo inclusive. Lembrando que o PT acumulou capital pelo malefício da corrupção estratosférica numa mega Organização Criminosa bem articulada nas três instâncias do poder estatal e pode financiar esse tipo de baderna no Brasil.
O filme Coringa mostra essa possibilidade, quando um homem de bem, honesto e trabalhador perturbado por um distúrbio psicótico, numa condição injusta passa a matar e liderar uma baderna sem precedente. Ao exemplo de Hitler outro psicótico também honesto e de boa família sente o desejo de matar judeus para lhes tomar seus bens e modos de produção. Fleck quando mata os funcionários daquele que poderia ter sido seu pai, o homem mais rico daquela cidade onde sua mãe adotiva tinha trabalhado na Juventude. Quando ela o convence a reivindicar a paternidade daquele milionário que a engravidara, ela coloca na mente do filho adotivo a realidade simbólica de uma fantasia que ele nutriu na sua loucura ao misturar o imaginário com o simbólico, logo desmascarado pelo suposto pai. O filho corre atrás da verdade e sofre mais uma grande decepção, a ponto de matar aquela que o criou, assumindo de vez a face oculta do Coringa.
Lula quando sai da cadeia vislumbra na impunidade a possibilidade de ser candidato a presidente em 2022, pois tem ainda o velho aparelhamento no STF através dos indicados pelo PT como mandatários vitalícios daquela Mina de Ouro, ele sabe que essa articulação é poderosa. As ruas, porém, não estão para o Coringa Lula e sua vingança contra aqueles que o encarceraram, os quais chama de “mentirosos” e “criminosos”. Sérgio Moro de herói nacional passa a ser vilão pelo artifício de um contrato do PT, com o terrorista digital do IntercePT, tudo para criar a cama da licitude mentirosa, necessária para manipular os fatos e lavar vergonhosamente a ficha suja do bandido que deseja restaurar a crepitocracia que colocou o Brasil nessa crise e gerou essa subclasse de trabalhadores desempregados e famintos que dizem que “no tempo do Lula tinham comida na mesa”. Mal sabe eles que esse bandido lhes tirou os empregos quando decidiu se vender à burguesia corrupta, banqueiros e empreiteiros para empregar o dinheiro brasileiro e obras faraônicas pelo mundo, para garantir aos corruptos Lula, a cúpula do PT e os parceiros corruptos de outros partidos quantia exorbitantes do dinheiro público que destruiu empregos no Brasil para reconstruir em outros países aliados desse pensamento fascista e violento.
Se o Governo Bolsonaro não estivesse conseguindo recuperar a casa devastada pelo terremoto destruidor da corrupção, o criminoso político Lula seria o Coringa perfeito da desordem geral. Mas as ruas mostram, que a Esperança de Mudança ainda não morreu, apesar de todos os ventos contrários da velha política, que tem seguidores no Brasil inteiro.

 Não adianta tentar re-escrever a história com mentiras e manipulações, os fatos são espelho da verdade que prevalecerá. 

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

GANDHI E LULA, AÇÚCAR E SAL


Mohandas Karamchand Gandhi, ou simplesmente Gandhi, nascido aos 2 de outubro de 1869, morreu pelas mãos covarde de um nacionalista hindu, quando se preparava para orar numa manhã do dia 30 de janeiro de 1948. Uma arma de fogo calou a voz do homem mais justo da história da Índia. Ao contrário de Lula, homem de pouquíssimas letras, Gandhi foi um advogado, que se especializou em ética política indiana. Enquanto Lula lutou para mudar a Lei do Brasil visando se libertar das grades, após condenado em Segunda Instância por corrupção, Gandhi lutou para mudar as leis do Império Inglês que tratavam os povos indianos e africanos como escravos, em seus próprios países. A segregação racial era tão forte, que nenhum indiano ou africano podia andar nas calçadas das ruas ou viajar na primeira classe dos trens, mesmo se fosse rico, haviam indianos ricos de famílias que eram ricas antes da colonização inglesa e conseguiram se manter ricos. Gandhi, no entanto, morreu pobre, consumia o mínimo para sobreviver e ainda fabricava as próprias vestimentas. Gandhi foi preso várias vezes por pregar a resistência pacífica contra o autoritarismo violento do Reino Inglês. Lula foi preso uma vez por baderna na década de 1970, e acaba de se libertar da prisão por lavagem do dinheiro da roubalheira em associação com empreiteiras e banqueiros desonestos. Gandhi era nacionalista, anticolonialista que, através da resistência sem violência, conseguiu mudar as leis imperiais e conduziu a Índia à independência. Lula é um capitalista primitivo que acumulou capital, matando doentes por falta de verbas nos hospitais e condenando crianças ao tráfico de drogas por falta de vagas nas escolas. Além de contribuir com assaltos e homicídios por falta de policiamento ostensivo. A corrupção fez os preços da gasolina e da eletricidade aumentar e disparou todos os preços, fez a Petrobrás quase falir. Bolsonaro apenas com honestidade está fazendo as estatais terem muito lucro e está recuperando a economia.
Nascido e criado em uma família hindu no litoral de Guzerate, Oeste da Índia, e formado em direito no Inner Temple de Londres, Gandhi empregou pela primeira vez a desobediência civil não-violenta como advogado expatriado na África do Sul, na luta da comunidade indígena pelos direitos civis. Após seu retorno à Índia em 1915, ele começou a organizar camponeses, agricultores e trabalhadores urbanos para protestar contra o imposto sobre a terra e a discriminação excessiva. Assumindo a liderança do Congresso Nacional Indiano em 1921, Gandhi liderou campanhas nacionais para várias causas sociais e para alcançar o Swaraj ou Governo Independente.
Ao exemplo de Bolsonaro que está resgatando o Brasil das garras macabras da corrupção sistema nos três poderes, Gandhi resgatou a Índia da exploração social e econômica do povo indiano pelos ingleses.
Gandhi levou os indianos a desafiar o imposto salino cobrado pelo império, com a Marcha do Sal, de 400 km, em 1930, e também ensinou os indianos a produzirem sal e distribuir entre os pobres, a produção de sal era monopolizada pelos ingleses.
Lula, que tem um discurso de conceitos embutidos, que hipnotiza as massas, neste sentido não era muito diferente de Gandhi, que também usava um discurso embutido nas pregações religiosas, para manipular a massa e mobilizar o povo no conflito em função da independência. O bandido brasileiro se distancia do Mártir Indiano, que está para a doçura do açúcar, enquanto Lula está par a amargura do sal. O preço que nós, os trabalhadores estamos pagando pela roubalheira do PT e seus aliados: MDB, PSDB e os nanicos de esquerda é incalculável. Os fundos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), hoje são usados para cobrir o rombo no BNDES, que aconteceu pelo tráfico de influência do criminoso Lula nos países abaixo relacionados. Muitos desses países não estão pagando a dívida e nós os trabalhadores é que somos penalizados, mais uma vez com o desemprego e a fome causada pelo bandido Lula, que devido ao atrelamento com parte majoritária do STF conseguiu comprar licitude. Segundo Gilmar Mendes ainda está supostamente à venda a lavagem da sua ficha mais suja que poleiro de pato para concorrer com Bolsonaro em 2022. Inacreditavelmente tem petista que compara Lula ao Deus Jesus Cristo, outros são menos insanos e comparam ao Gandhi, que libertou o povo indiano das garras diabólica dos ingleses. Lula se compara a Gandhi na mesma proporção em que o açúcar se compara ao sal, ou seja, em nada. Quando algum petista sem noção vier lhe falar dessa comparação totalmente sem sentido, manda ler meu artigo e se divirta com a insanidade de uma esquerda, que confunde suas loucas fantasias com a realidade. Mas, os milhões de Bolsonaristas foram às ruas e mostraram que a esperança de mudança ainda está viva em nossos corações.
PAÍSES QUE LEVARAM O DINHEIRO DOS NOSSOS EMPREGOS
Angola 3 bilhões e 273 milhões de dólares, Argentina 2 bilhões e seis milhões de dólares, Venezuela 1 bilhão e duzentos e quinze milhões de dólares. República Dominicana um bilhão e duzentos e quinze milhões de dólares. Equador 685 milhões de dólares. Cuba 656 milhões de dólares, Peru 348 milhões de dólares, Gana 154 milhões de dólares, México 90 milhões de dólares, Paraguai 77 milhões de dólares, Honduras 59 milhões de dólares, Costa Rica 43 milhões de dólares e Uruguai 31 milhões. No tempo da Cleptocracia do PT, parte desse dinheiro era embolsado por Lula e os membros bem-sucedidos de sua Organização Criminosa.