Minha lista de blogs

segunda-feira, 30 de julho de 2012

JINGLES SERTANEJO PARA GILSON DANIEL PV 43 O NOVO PREFEITO DE VIANA


Tem gente que vota em Gilson Daniel 43 para não perder uma deputada estadual. Tem quem vota pelo avanço nas políticas sociais sustentáveis. Outros votam por desejar mudança, cara nova, sangue novo. Existem aqueles que preferem um homem simples, que veio do povo, muito estudado, que custiou os estudos sacrificando o pão de cada dia. O motivo pelo qual você está votando certo não tão importante quanto sua vontade de mudar de vida, crescer, avançar e salvar Viana do marasmo que tomou conta da cidade nos últimos 12 anos. Tem coisas que um homem preparado, estudado, capacitado, faz melhor que a vovó. Vamos ganhar um prefeito sem perder uma deputada. Você vota Gilson Daniel 43 e ganha um prefeito sem perder milhões em emendas parlamentares no Orçamento Estadual.

sábado, 21 de julho de 2012

FAMILIA GOMES APRESENTA SUA FORÇA ELEITORAL PARA AUDIFAX MAS PSDC CONTINUA COM VIDIGAL

A revolta do PSDC da Serra contra Sandra Gomes (PSDC) não faz sentido. Quando a maior liderança feminina do partido a Presidenta do PSDC Mulher vereadora Sandra Gomes (PSDC) foi isolada, em função de uma dupla tragédia política em sua vida. Primeiro as forças ocultas, temendo o crescimento de Gilson Gomes no mercado eleitoral, pois era o presidente regional do PSDC, prenderam Gilson. Soltaram faltando um dia para o fim das coligações para ele sentir o gostinho amargo do isolamento político ao qual foi condenada sua esposa. Sandra sentindo a falta do marido, que nunca havia dormido uma noite se quer fora de casa, passou praticamente trinta dias visitando a unidade prisional onde Gilson Gomes estava injustamente preso. Enquanto isso alguns vereadores da base política de Sérgio Vidigal (PDT) tramavam ardilosamente o seu isolamento. Esse grupo de vereadores praticamente obrigou o prefeito em campanha de reeleição, a fechar as portas de uma coligação já combinada com a vereadora Sandra Gomes (PSDC). Na análise da família Gomes, Sandra deixou de ser competitiva já que o segundo mais votado do partido deve ser um pastor psicanalista que deve ter uns 300 votos no máximo. Desta forma a vereadora desistiu em função de um plano “B” traçado pela raposa Gilson Gomes (PSDC) para a família não perder espaço no mercado político. Os Gomes vão concentrar todos os seus votos no líder espiritual da família, o evangélico Gildo Gomes. Quando Sandra Gomes (PSDC) votou contra o aumento abusivo dos vereadores, Gilson Gomes temendo o pior tratou de filiar Gildo Gomes no (PSB) de Audifax Barcelos (PSB), visando uma candidatura que acabou se confirmando. Sandra Gomes (PSDC) vai tentar junto ao Eymael, reverter esse movimento covarde de expulsão comandado por um grupo de Vitória que deseja tomar o partido na Serra. Enquanto isso Gildo Gomes (PSB) 40.240 segue firme com sua candidatura vitoriosa apoiada por um braço pela família Gomes, inteira e afinada com ele. O outro braço político forte de Gildo são os líderes evangélicos, vários pastores que lhe apoiam. Os Gomes desejam mostrar a Vidigal, quantos votos foram perdidos nessa manobra macabra contra Sandra. Gildo já anda dizendo que despertaram uma vontade gigante de renovar a Câmara Municipal da Serra e melhorar suas práticas políticas. Nós temos que ter tolerância zero contra a Corrupção, aquele servidor que rouba uma caneta se tiver oportunidade vai roubar coisa maior. A confusão do público com o privado na Câmara da Serra deve ser muito grande é a Câmara que mais gasta no Espírito Santo. A moralização daquela Casa de Leis passa por um nome experimentado, que não se rendeu ao canto da sereia do atual prefeito quando foi vereador de oposição ao prefeito Sérgio Vidigal (PDT). Gildo Gomes (PSB) é o candidato a vereador com a maior força política local entre os candidatos a vereador que Audifax (PSB) conquistou. Os eleitores de Gilson Gomes (PSDC) e Sandra Gomes (PSDC) estão todos afinados com Gildo Gomes (PSB), desta forma, vão dar um caminhão de votos para Audifax (PSB) 40 e Gildo Gomes (PSB) 40.240. Esses votos que Sérgio Vidigal (PDT) perdeu vão fazer a diferença na contagem dos votos em favor de Audifax Barcelos que vai se confirmando como o nome da mudança de rumo da gestão pública na Serra.

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PT DA SERRA APOSTA EM GERALDA SANTANA PARA VAGA DE LOURÊNCIA RIANI

Na Serra, em termos de política, acontecem coisas que até Deus duvida. Por exemplo, a vereadora Lourência Riani, que é líder do prefeito Sérgio Vidigal (PDT), foi escolhida no PT para ser a vice-prefeita da Serra. Em contra partida a vice-prefeita Madalena Santana militante histórica do PSB e seu companheiro Sargento Valter (PSB), continuam no grupo do prefeito Sérgio Vidigal (PDT). Ontem no registro de candidatura, o prefeito chegou sozinho no Cartório Eleitoral acompanhado de diversos servidores municipais gritando seu nome. Depois sua esposa Sueli Vidigal (PDT) chega sozinha sem nenhuma manifestação de carinho dos seus pares. Em tempo. Segundo pesquisa que tive acesso o maior motivo de rejeição de Vidigal é a própria esposa. A boca miúda diz que ela manda e desmanda no atual prefeito. Tanto é verdade que Vidigal está desvinculando sua imagem da esposa. Tem aparecido sozinho em outdoor e eventos como se fosse solteiro. Ironias à parte quem está escalada para assumir a vaga de Lourência na Câmara é uma linda loira que atende pelo nome de Geralda Santana (PT), que não é parente de Madalena, Aloísio Santana e muito menos do músico serrano Juninho Santana. A família Santana tem diversas ramificações. Geralda é a esperança do partido em contar com outra mulher na Câmara Municipal da Serra. Essa moça tem muita chance, pois o PT além de Sabino não está apresentado grandes nomes como Cléber Lanes, Givaldo Vieira ou Roberto Carlos. Todos saíram do plano de vereador para voos mais altos. Com isso novas militâncias é a esperança do partido por renovação na Câmara de Vereadores. Vai haver uma grande renovação pelo aumento de vagas e também dado ao desgaste que o Legislativo Municipal está passado na desastrada gestão de Cesar Nunes (PDT), que o Ministério Público não vê, mas dizem que ele apronta e muito. Aliás, se não fosse o bendito veto de Sérgio Vidigal, esses mesmos edis estariam dando um rombo no Orçamento Municipal em salários e mordomias. Mas Geralda Santana (PT) está para além dessa sujeira nojenta que virou aquela Casa de Leis. Poucos vereadores ainda salvam a Câmara da Serra do descrédito total. Os destaques são para Bruno Lamas (PSB) e Sandra Gomes (PSDC), que não comem no mesmo coxo dos demais. Lembrando que esses dois vereadores lutaram contra o exagerado aumento de salário que eles próprios estavam preiteando. Legislação em causa própria não é novidade no País que sofre com um rombo no orçamento porque a Câmara dos Deputados resolveram aumentar a verba de gabinete. Mulheres sonhadoras como Geralda Santana (PT) é a esperança de mudança dos serranos. Todos sabem que em termos de política as mulheres são mais honestas e dedicadas. Lourência Riani é o exemplo dessa postura na Câmara da Serra, apesar de ser líder do prefeito Sérgio Vidigal (PDT). A eleição na Serra vai ser muito disputada, já que Audifax Barcelos (PSB) conseguiu fechar coligação com 11 partidos.