Minha lista de blogs

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015


NEURO MARKETING POLÍTICO UM CASO REAL

Nas eleições de 2012, um cliente me convidou para uma consultoria em marketing político, envolvendo pesquisas qualitativas. Era uma eleição quase impossível de ser vencida. Uma deputada, da família mais rica daquela cidade, havia contratado a melhor marqueteira política do Estado, para tocar sua campanha à prefeitura. Além de contar com apoio da máquina municipal, ela tinha as principais lideranças e quase toda classe empresarial do município.
Meu cliente era um vereador pouco conhecido, que tinha como vice um comerciante, ironizado pelas inúmeras derrotas eleitorais. Nas pesquisas qualitativas e quantitativas notamos que a deputada liderava com folga, mas tinha uma grande rejeição construída ao longo dos 20 anos que sua família dominava o poder político local.
Na pesquisa qualitativa identificamos que o vereador, de alguma forma alimentava o imaginário feminino, seja na beleza, sensualidade ou charme que elas admiravam nele. Uma espécie de “príncipe encantado disponível”. Algumas diziam: “se esse homem me der um abraço vou sair pelo bairro pedindo votos para ele”. Veio na minha mente um estudo que havia feito sobre neuro marketing a decisão inconsciente do voto. Este estudo parte das observações de Paul Maclean sobre as três camadas do cérebro.
O Cérebro “Triúnico” de Maclean é uma visão evolucionista, pensando o ser humano como resultado de uma evolução de biliões de anos. O seu desenvolvimento se deu por uma guerra constante pela sobrevivência, primeiro contra os animais e depois contra seus semelhantes por parceiras e território. O raciocínio envolvendo estratégicas e táticas fizeram do ser humano um ser superior, com pensamento abstrato e racional. Desenvolveu a linguagem simbólica, consciência, inteligência e cultura.
Paul Maclean considerou três fases nessa evolução ao desenvolver sua teoria do cérebro “Triúnico”. Se igualando às “camadas geológicas”, o cérebro humano é composto por três camadas ou capas, três cérebros num só.
A primeira camada, paleoncéfalo ou cérebro reptiliano é a menor parte do nosso cérebro, que é responsável pelas necessidades vitais de sobrevivência e reprodução. Além do desejo sexual, controla funções essenciais: fazer a digestão, o sono, respirar ou assegurar o batimento cardíaco. Ações mecânicas e instintivas.
A segunda camada é o mesoencéfalo ou sistema límbico, comum em todos os mamíferos. Este é responsável pela proteção da prole, emoções e sentimentos. Este sistema é capaz de aprender e transformar as emoções em memória.
A terceira camada o neocórtex, é a parte maior e mais evoluída do cérebro. Surgiram então a linguagem, a consciência e o raciocínio lógico ou argumentativo. É o que distingue os humanos dos outros animais seu status de ser superior. As mulheres possuem a camada límbica mais desenvolvida por isso são mais sentimentais e românticas. Os homens possuem a camada neocórtex mais desenvolvida por isso são mais racionais, estratégicos e lógicos.
O Plano de marketing político passou, por colocar o candidato de forma muito sinestésica, abraçando e beijando o rosto das mulheres, com um delicioso perfume francês. Para criar identidade visual, andava sempre vestido do uniforme de campanha, uma camisa verde e calça jeans. Através da libido feminina ele começou a crescer entre as mulheres, que começaram a puxar outros setores do eleitorado. Se essa estratégia desse errado, paralelamente criamos também uma estrutura simbólica de Mane. O filósofo que acreditava na polarização binária do mundo, dividido em uma grande força do mal lutando contra outra enorme força do bem. Exemplos de polarizações binárias são: Deus X Diabo, Noite X Dia, Bonito X Feio, Bom X Ruim, Homem X Mulher, etc. Como havia muitos bairros completamente abandonados pelo poder público, criamos a polarização: Ricos X Abandonados. A Deputada era o candidato dos ricos e meu cliente o candidato dos abandonados. O Resultado das eleições o meu cliente foi eleito com mais de 60% dos votos.