Minha lista de blogs

domingo, 11 de outubro de 2020

CONTINUIDADE OU MUDANÇA, QUAL O RUMO QUE A SERRA DESEJA?

 


Quando vejo dois jovens preparados para governar a Serra partindo de um discurso ideológico polarizado Esquerda X Direita, me lembra o tempo de UFES e nossas eleições para Reitores. Na Serra tem a Esquerda de Cima, em alusão ao comportamento ético e transparente de um gestor como Audifax e seus opositores que são ligados à esquerda de baixo, PSB, PSDB, PDT, PT e seus puxadinhos. Do outro lado tem um legítimo representante da Direita Bolsonariana, por assim dizer. A Serra está dividida sobre essa questão de continuar ou mudar, qual rumo deseja para os próximos 4 anos? Até no meu partido o Republicanos tem essa divisão. Uns preferem a continuidade da gestão do Audifax e apoiam Fábio Duarte 18, outros se contaminaram com o carisma do Alexandre Xambinho 22 e defendem a bandeira da mudança, por um olhar de direita pró Boisonaro.  

A novidade dessa eleição está por conta dessas duas candidaturas. Os conservadores liderados por Magno Malta impulsionam a campanha de Xambinho. O Senador Contarato poderá também participar do palanque do Fábio Duarte, o que seria uma pisada na casca da banana, queda na certa. Contarato decepciona continuamente seus eleitores, quando sobrecarrega Bolsonaro de processos, por questões fúteis, abaixo do nível de um Senador. Se Contarato entrar na campanha do Fábio vai encontrar um discurso afiado de Magno Malta da Direita Cristã em defesa de Xambinho e Bolsonaro.

No discurso do Fábio Duarte a continuidade se faz necessária pela Serra ser considerada a cidade mais transparente do Brasil, título concedido pela Controladoria Geral da União. Sem contar que a Serra é letra A em gestão financeira segundo avaliação da Secretaria do Tesouro Nacional. A cidade que mais investe na saúde no ES. Só no ano passado a Prefeitura fez um investimento recorde de R$ 285,7 milhões. Fabio também pode dizer que a Serra tem 90% do esgoto tratado. Na educação se destaca por ser a cidade que tem a maior rede de ensino do Estado com 65 mil alunos em 139 escolas. A cidade que mais investe no social, tem a maior área de lazer do Estado. Uma cidade pentacampeã em investimentos, a que mais faz obras. A gestão do Audifax construiu o Hospital Materno Infantil, que a gestão do Vidigal projetou e a gestão do Audifax fez as captações para concluir.

Mas uma das coisas que o Xambinho disse faz muito sentido: “não adianta tudo isso se a cidade não consegue gerar empregos para a juventude”. Nisso sou obrigado a concordar eu mesmo estou com um projeto emperrado na prefeitura há mais de 6 anos. Durante esse tempo a empresa que contratei faliu e eu perdi o investimento.

Trabalhei no Gabinete do Prefeito Gilson Daniel de Viana, meu colega de sala era um arquiteto renomado, que cuidava dos projetos e assistência aos empreendedores. Enquanto na Serra a gestão de esquerda vê os empresários como inimigos, em Viana a gestão de Centro Direita do Gilson Daniel os vê como parceiros da cidade. Gilson desburocratizou a relação da prefeitura com o empresariado.

Mudança é sempre uma expectativa gerada no eleitor, nem toda mudança é para melhor. Na nova gestão tem algumas coisas a serem mudadas outras que deveriam ser conservadas, por exemplo a transparência no trato com dinheiro público é um exemplo a ser seguido na Serra. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário